1 evento ao vivo

Em Bragança, Gobbi se cala e diretor reforça permanência na Libertadores

24 fev 2013
15h22
atualizado às 15h43
  • separator
  • 0
  • comentários

Um dia após descartar, por meio de sua assessoria de imprensa, a possibilidade de deixar a disputa da Copa Libertadores, o presidente Mário Gobbi Filho se recusou a dar entrevistas na chegada ao Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Ao lado de seguranças e dirigentes, seguiu para uma das tribunas reservadas aos visitantes.

Minutos depois, o diretor de futebol Roberto de Andrade foi perguntado se o clube tratou da possibilidade e preferiu negar.

<p>Dirigentes corintianos despitam a respeito de possível saída do time na Copa Libertadores</p>
Dirigentes corintianos despitam a respeito de possível saída do time na Copa Libertadores
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

"Aqui ninguém faz pressão em cima de nada. Tudo o que gente trata é com diálogo, nunca passou pela nossa cabeça uma decisão dessa. Jogaremos a Libertadores, o que nos for imposto vamos aceitar, nos defendendo na esfera legal, mas vamos continuar assim até o final", afirmou, à Rádio Globo.

A possibilidade, no entanto, foi cogitada na sexta-feira e no sábado por dirigentes, que estudaram as punições jurídicas na esfera desportiva e financeira e também a reação dos seus patrocinadores.

Andrade foi perguntado também sobre a possibilidade de o autor do disparo estar mesmo no Brasil e, como garante o advogado da Gaviões da Fiel, se entregar à Polícia Miliar na segunda-feira.

"Acho que isso é bom porque vai apontar quem é o responsável pela atitude, mas não impede o ato, ja aconteceu. Apenas pelo fato de ter 12 pessoas detidas e não ter sido nenhuma delas possivelmente,então é bom que se liquide isso logo. Estamos aguardando a resposta da nossa defesa", finalizou.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade