4 eventos ao vivo

Em jogo de seis gols, Vitória leva a melhor sobre o Flamengo e ainda briga pela Libertadores

1 dez 2013
19h11
atualizado às 19h45

Mesmo sem pretenções no Campeonato Brasileiro, o Flamengo não deixou o jogo barato para o Vitória, neste domingo, no Barradão. Em um jogo de seis gols, o Rubro-Negro baiano levou a melhor sobre os cariocas na vitória por 4 a 2, e ainda sonha com uma vaga na Libertadores. Mesmo com o título da Copa do Brasil e já livre do rebaixamento, o Fla, mesmo com um time misto, não fez corpo mole.

Com o resultado, o Vitória vai a 58 pontos, na sexta posição. Pelo lado do Flamengo, Hernane marcou mais um e se isolou na artilharia da temporada, com 35 gols.

A partida contou com a presença do presidente da CBF José Maria Marin, que assistiu ao jogo ao lado do presidente do Vitória. Marin ficará na Bahia, já que na próxima sexta-feira vai acontecer, na Costa do Sauípe, o sorteio dos grupos da Copa do Mundo. Por coincidência, os jogadores não fizeram o protesto do Bom Senso F.C.

O JOGO

Os minutos iniciais da partida retratou bem o que as duas equipes almejam na competição. O time baiano buscava constantemente o ataque, e o time de Jayme de Almeida ficava bem postado na defesa, tentando surpreender nos contra-ataques. Mas de tanto investir ao ataque, em um rebote, o goleiro Paulo Victor saiu atrasado e derrubou Dinei na área. Contudo, o goleiro recuperou-se e defendeu bem a penalidade.

Nas vezes que o Flamengo chegou ao gol de Wilson, as bolas não chegaram a preocupar o arqueiro do time baiano. As jogadas com mais chances de gol vinham, em sua maioria, pelo lado do Vitória, colocando Paulo Victor para fazer grandes defesas. Tirando os lances de perigo, o primeiro tempo foi muito sonolento.

Mas de tanto insistir, o Vitória, enfim, conseguiu o tão procurado gol. Em uma linda triangulação, Cajá achou Marquinhos na ponta esquerda, que de primeira, cruzou para Dinei, que dessa vez não desperdiçou, aos 43 minutos. Porém, a alegria durou muito pouco. Aos 45, em um escanteio, Wallace foi oportunista e empatou o jogo.

GOL PARA ANIMAR

A defesa do Rubro-Negro carioca começou o segundo tempo um pouco desatenta. Ayrton bateu lateral para dentro da área, a bola enganou o zagueiro e sobrou para o argentino Maxi Biancucchi acertar um belo sem pulo, indefensável. O tento animou ainda mais a partida, deixando o time de Jayme ainda mais afobado.

Como no primeiro tempo, o gol do Vitória não abalou o Flamengo. Em uma bela jogada de Nixon aos 14 minutos, o jovem, cruzou nos pés de Hernane, que assinou mais um na temporada, chegando a artilharia da temporada, com 35 tentos, sendo 15 no Brasileiro. O jogo ficou lá e cá e dois minutos depois Juan cruzou para área e Dinei, mais uma vez ele, se esticou todo para desviar e fazer o segundo dele.

Em mais um ataque rápido, coletivo e envolvente, a equipe de Ney Franco selou a vitória. A vez foi de Marquinhos marcar, aos 35 minutos. Dinei fez o pivô dentro da área e Marquinho apenas escorou.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 4 X 2 FLAMENGO

Local: Barradão, Salvador (BA)

Data-Hora: 30/11/2013 - 17h (de Brasília)

Árbitro: Paulo Cesar de Oliveira - SP (FIFA)

Auxiliares: Carlos Berkenbrock - SC (ESP) e Rogerio Pablos Zanardo - SP (ASP-FIFA)

Gols: Dinei, 43'/1ºT (1-0), Wallace, 45'/1ºT (1-1), Maxi Biancucchi, 1'/2ºT (2-1); Hernane, 14'/2ºT (2-2), Dinei, 16'/2ºT (3-2) e Marquinhos, 35'/2ºT (4-2).

Público/Renda: Não divulgado

Cartões amarelos: Paulo Victor, Wallace e Amaral (FLA); Escudero e Victor Ramos (VIT)

Cartão vermelho: Wallace, 43'/2ºT

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Kadu, Victor Ramos e Juan; Cáceres, Escudero (Willian Henrique, 42'/2ºT) e Renato Cajá (Danilo Tarracha, 20'/2ºT); Marquinhos, Maxi Biancucchi (Luiz Gustavo, 33'/2ºT) e Dinei. Técnico: Ney Franco

FLAMENGO: Paulo Victor; Digão, Wallace, Samir e João Paulo; Luiz Antonio, Amaral; Adryan (Val, 13'/2ºT), Gabriel (Nixon, intervalo) e Bruninho (Rafinha, 28'/2ºT); Hernane. Técnico: Jayme de Almeida.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade