0

Empresa alemã admite: pode ter pago suborno na Copa 2014

26 mar 2015
11h36
atualizado às 15h40
  • separator
  • 0
  • comentários

A empresa alemã de engenharia e serviços Bilfinger reconheceu nesta quinta-feira que pode ter pago até 1 milhão de euros (cerca de R$ 3,4 milhões em valores atuais) em subornos para ganhar contratos no Brasil relacionados à Copa do Mundo de 2014.

<p>Logotipo da Bilfinger no topo da sede da empresa em Mannheim, na Alemanha</p>
Logotipo da Bilfinger no topo da sede da empresa em Mannheim, na Alemanha
Foto: Lisi Niesner / Reuters

A Bilfinger informou no domingo que estava investigando se funcionários de uma subsidiária no Brasil subornaram autoridades públicas no País em contratos para equipar centros de segurança em diversas grandes cidades brasileiras para o Mundial.

Em nota nesta quinta-feira, a empresa afirmou: "após investigar todas as operações contábeis dos últimos anos, informações atuais indicam a existência de pagamentos potencialmente impróprios de até 1 milhão de euros no total".

Um porta-voz da empresa disse que a investigação englobou transações de até oito anos atrás. A companhia informou ainda que está cooperando de perto com autoridades brasileiras e vai fornecer à Controladoria-Geral da União (CGU) os resultados de suas investigações.

A Bilfinger contratou as auditorias Ernst & Young e Deloitte e um escritório de direito no Brasil para ajudar na investigação, segundo a empresa. O Ministério da Justiça determinou no domingo a instauração de análise interna "imediata" de licitações envolvendo subsidiária da empresa alemã no Brasil.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade