0

Equador inicia negociação para traslado do corpo de Cristian Benítez

29 jul 2013
13h04

O governo equatoriano informou nesta segunda-feira que está negociando o traslado do corpo do jogador Cristian Benítez, que morreu no Catar vítima de uma parada cardíaca.

Funcionário do governo do país e ex-atleta da seleção equatoriana de futebol, Iván Hurtado, garantiu que já começaram as negociações para o envio do corpo para o país, além de facilitação para viagem urgente do pai de Benítez, Ermen, para o Catar.

O presidente da Federação Equatoriana de Futebol (FEF), Luis Chiriboga, e o técnico da seleção do país, Reinaldo Rueda, se reuniram em Quito para discutir série de homenagens ao atacante, que atuou na Copa do Mundo de 2006.

Benítez, de 27 anos, estava atuando a menos de dois meses no no El Jaish, do Catar, junto com os brasileiros Anderson Martins, Wagner Ribeiro e Adriano Chuva. Antes, o atleta defendia o América, do México, clube em que conquistou o Torneio Clausura, em junho. O clube divulgou nota de pesar pela morte do ex-atleta.

"O Club América agradece a Benítez pelo seu profissionalismo, esforço, por dar o melhor de si em cada jogo e por ser sempre uma referência de nossa equipe. Christian sempre estará presente em nossos corações", divulgou o clube.

Revelado no El Nacional, 'Chucho', como era conhecido, defendeu Santos Laguna e América, do México, e o Birmingham, da Inglaterra, antes de se transferir para o Catar.

Benítez foi internado após reclamar de dores abdominais e pouco depois morreu no hospital, divulgou hoje o El Jaish catariano através de sua conta no Twitter. A notícia foi confirmada pelo sogro do atleta, que trabalha em um clube da segunda divisão mexicana.

EFE   
publicidade