6 eventos ao vivo

Está voando! D'Alessandro volta a ser o 'cara' do Internacional em 2013

25 mar 2013
10h19

O 2012 foi para ser esquecido. Quatro lesões musculares, participação em apenas 47,82% dos jogos do Internacional e três gols em 33 partidas – o menor número em uma temporada desde que estreou pelo Inter, em 2008. Mas, para a sorte da torcida colorada, e alívio de D'Alessandro, o 2013 do jogador vem sendo de grandes atuações, sequência de jogos e gols. O D'Alessandro ídolo, camisa 10 e capitão voltou a ser o D'Ale de sempre.

No último domingo, diante do Santa Cruz, D'Ale marcou o seu quarto gol no ano. Isso em apenas dez partidas. A sequência de jogos, por sinal, tem comprovado a sua ótima condição física e os números do apoiador só ratificam o seu bom momento. Além de ter voltado a ser artilheiro, ele tem média de três finalizações por jogo e mais posse de bola com relação a 2012 (veja abaixo).

– Estou me sentindo bem, confiante, satisfeito com o desempenho e a forma como o time está jogando. Está sendo um bom começo de ano para todos, mas não podemos relaxar e devemos manter sempre o foco e a ideia de melhorar a cada partida – disse D'Alessandro, em entrevista ao LANCE, após a vitória de ontem, contra o Santa Cruz.

E o fato de D'Alessandro estar apresentado um bom futebol e ter deixado as lesões no passado – assim como ele faz questão de destacar – tem grande parcela de contribuição da dupla Dunga/Paulo Paixão, técnico e preparador físico colorado, respectivamente. Trabalhar por um D'Ale 100% e que pudesse fazer a diferença era uma missão. E tal objetivo vem sendo alcançado.

– Já havia voltado bem no final da temporada passada e estou muito bem com o trabalho feito – confirmou D'Alessandro.

– É a preparação física que comanda, fazem trabalho de força e resistência. E sempre que puder, não sobrecarrega o atleta. O trabalho vem sendo muito bem feito – completou Paulo Rabello, médico do Internacional, em contato com o L!Net.

Com D'Alessandro voando em campo, a certeza é uma só: 2013 poderá ser um ano de muitas conquistas para os comandados de Dunga.

COM A PALAVRA

Élio Carraveta

Coordenador da preparação física do Internacional, ao LANCE!Net

Sintonia entre Paixão e Dunga é decisiva

Todo o trabalho que o D'Alessandro vem realizando é com a orientação do Paulo Paixão, com a metodologia de trabalho dele, que é diferenciada. A pré-temporada de três, quatro semanas teve um volume de trabalho muito grande e o D'Alessandro foi preservado de maneira inteligente, tendo cargas de trabalho diferentes. E isso vem dando resultado.

Acontece que a sintonia entre o preparador físico e o treinador é muito grande. Cada um precisa aceitar a proposta de trabalho do outro e essa sintonia entre o Paulo Paixão e o Dunga tem feito a diferença para o D'Alessandro ter esse desempenho na temporada.

O que também tem ajudado o D'Alessandro é o próprio histórico de lesões. O jogador passa a desenvolver uma consciência do corpo, do esforço que precisa ser feito, passa a perceber o que deve ser feito. Até pela idade. Isso ajuda. Mas, é claro, não adianta ele ter essa percepção, sem que exista essa sintonia entre o Paulo Paixão e o Dunga. Eles sabem da importância do D'Alessandro para o Internacional e o resultado desse trabalho pode ser visto em campo.

O departamento médico e de fisioterapia tem a sua parcela de contribuição, mas a dobradinha Paixão e Dunga tem feito a diferença.

D'ALESSANDRO EM NÚMEROS - 2012/2013

Quesito20122013Jogos3310Gols34Assistências51Finalizações (média)1,933,0Dribles (média)2,632,2Posse de bola (média)01'4301'76

AS LESÕES DE D'ALESSANDRO NA ÚLTIMA TEMPORADA

Antes de estrear em 2012

Ainda na pré-temporada, D'Alessandro sofre uma entorse no tornozelo esquerdo e estreia no dia 25 de janeiro, diante do Once Caldas, pela primeira fase da Libertadores.

A segunda lesão

D'Alessandro deixa a partida contra o Santa Cruz-RS, pelo Gauchão, com dores musculares e a lesão é constatada dois dias depois: no músculo adutor da coxa esquerda.

O terceiro problema...

A terceira lesão muscular do camisa 10 – no músculo anterior da coxa esquerda – veio na semifinal da Taça Farroupilha, diante do Veranópolis. Ele foi desfalque nos dois jogos contra o Fluminense, pelas oitavas de final da Libertadores.

A quarta e última lesão

Na estreia de Forlán pelo Inter, D'Alessandro deixa o jogo contra o Vasco com nova lesão na coxa esquerda. Foram quarenta dias afastado. Ele ainda perderia três partidas do Campeonato Brasileiro, em razão de um desconforto muscular.

INTERNACIONAL BUSCA UM RESERVA PARA D'ALE

As atuações de D'Alessandro estão fazendo a diferença para o Internacional neste início de temporada, mas a diretoria colorada sabe da necessidade de contratar um jogador que tenha condições de suprir uma eventual ausência do camisa 10.

Dunga não tem nenhum jogador que possa substituir o argentino à altura no elenco atual. João Paulo, de algumas características semelhantes, jamais conseguiu corresponder e foi emprestado ao Atlético-GO, assim como Lucas Lima, hoje no Sport.

O Inter chegou a elaborar uma lista com o nome de 15 apoiadores. Jogadores como Alan Patrick, do Shakhtar Donetsk (UCR), Cleiton Xavier, do Metalist (UCR), chegaram a ser sondados, mas nenhuma negociação avançou. O Colorado, agora, começa a estudar o mercado brasileiro para buscar o reserva para D'Alessandro.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade