0

Goleiro do Vitória falha em decisão, e Bahia conquista título

13 mai 2012
18h07
atualizado às 20h09

O torcedor do Bahia voltou a comemorar. Depois de 11 anos sem vibrar com o título do Campeonato Baiano e testemunhando a hegemonia do maior rival, a equipe tricolor segurou um empate por 3 a 3 com o arquirrival Vitória, em tarde completamente infeliz do goleiro do time rubro-negro, e voltou a conquistar o título estadual depois de mais uma década de jejum. Fahel, Gabriel e Diones marcaram para os mandantes, enquanto Neto Baiano (duas vezes) e Dinei balançaram as redes pelo outro lado.

»Baixe os wallpapers dos campeões e saiba tudo sobre as finais dos Estaduais

Sem se importar com a pressão exercida pela torcida, o Vitória se lançou ao ataque já nos primeiros minutos de jogo e balançou as redes com o artilheiro Neto Baiano. O atacante se antecipou a Rafael Donato e aproveitou o cruzamento de Victor Ramos para cabecear sem chances de defesa para o goleiro Marcelo Lomba.

Atrás no placar e precisando de um ataque que recolocasse o seu time na partida, o Bahia conseguiu o empate aos 8min. O volante Fahel fuzilou o goleiro adversário e determinou a igualdade no placar, gerando os primeiros protestos rubro-negros com uma possível posição de impedimento.

O gol empolgou o time tricolor e levantou o moral da equipe, que conseguiu a primeira virada do jogo aos 46min do primeiro tempo. Gabriel cobrou falta para dentro da área e Douglas saiu errado da meta, fazendo com que a bola entrasse direto na meta do Vitória.

A vantagem estabelecida daria o título ao Bahia e fez com que a partida tomasse novos rumos no segundo tempo. Os jogadores do clube rubro-negro não se intimidaram com a possibilidade de saírem derrotados de Pituaçu e voltaram a marcar com Neto Baiano cobrando pênalti, aos nove. Dois minutos depois, Dinei balançou as redes e recolocou o Vitória na dianteira.

A nova virada no marcador recolocou o Bahia no comando da partida. O time mandante intensificou a pressão sobre o seu rival e passou a trocar mais passes no meio-campo, chegando ao gol aos 27min. Dessa vez, Diones foi o responsável por balançar as redes e decretar o triunfo que quebrou o jejum tricolor na competição.

Nos minutos finais, Marcelo Lomba teve atuação de destaque e praticou duas defesas milagrosas para salvar o Bahia. Em seguida, a confusão se instalou e diversos entreveros culminaram nas expulsões de Vander, Souza e Omar, do Bahia, e Uellinton e Neto Baiano, do Vitória. O artilheiro rubro-negro ainda se uniria a alguns de seus companheiros em uma discussão generalizada ao término do clássico.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 3 x 3 VITÓRIA

Gols:

BAHIA: Fahel, aos 8min do 1º tempo; Gabriel, aos 46min do 1º tempo; e aos Diones, aos 26min do 2º tempo

VITÓRIA: Neto Baiano, aos 4min do 1º tempo, e aos 7min do 2º tempo; e Dinei, aos 9min do 2º tempo

BAHIA: Marcelo Lomba; Madson, Rafael Donato, Titi e Gerley; Fahel (Morais), Diones, Helder e Gabriel (Vander); Lulinha (Fabinho) e Souza.
Técnico: Paulo Roberto Falcão.

VITÓRIA:Douglas; Romário (Gabriel Paulista), Rodrigo Costa, Victor Ramos e Wellington Saci; Uelliton, Rodrigo Mancha, Pedro Ken e Tartá; Marquinhos (Dinei) e Neto Baiano (Geovanni).
Técnico: Ricardo Silva.

Cartões Amarelos
BAHIA: Fahel, Souza, Diones e Morais
VITÓRIA: Tartá, Pedro Ken e Victor Ramos

Árbitro
Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)

Local
Estádio Pituaçu, em Salvador (BA)

Com informações da Gazeta Esportiva







O Bahia quebrou um jejum de 11 anos sem títulos do Campeonato Baiano
O Bahia quebrou um jejum de 11 anos sem títulos do Campeonato Baiano
Foto: Romildo de Jesus / Agência Lance
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade