0

Flamengo vence Vasco nos pênaltis e é campeão carioca invicto

1 mai 2011
18h16
atualizado em 8/12/2011 às 18h01

O Flamengo é o campeão carioca de 2011. Na noite deste domingo, o time rubro-negro venceu o Vasco nos pênaltis por 3 a 1, após um morno empate sem gols, e assegurou o título da Taça Rio, segundo turno do Estadual. Como já vencera a Taça Guanabara, a primeira parte da competição, a agremiação da Gávea ficou com a taça de forma antecipada, sem a necessidade de uma decisão.

O Flamengo ampliou a vantagem de títulos estaduais e agora soma 32 conquistas, contra 30 do Fluminense. Foi a oitava conquista da Taça Rio por parte do clube da Gávea.

O resultado premiou a melhor campanha do Flamengo durante a competição. Em 19 partidas no Estadual deste ano, o time de Ronaldinho conquistou 12 vitórias e 7 empates, sendo insuperável no Rio de Janeiro. Aliás, a agremiação rubro-negra soma 24 duelos de invencibilidade nesta temporada de 2011.

E o Flamengo, que não perde esse tipo de disputa há oito anos, voltou a mostrar competência. Na disputa, o clube comandado por Vanderlei Luxemburgo perdeu apenas uma cobrança, ao passo que o Vasco chutou três bolas para fora. Assegurando mais um título estadual para a agremiação mais popular do País.

O jogo

A partida começou muito truncada com os dois times fazendo muitas faltas. O primeiro lance de ataque foi armado pelo Vasco aos 7min quando Allan foi lançado pela direita e cruzou para a entrada de Alecsandro mas o goleiro Felipe se antecipou e fez a defesa.

No time do Flamengo, Ronaldinho Gaúcho ficava aberto pela esquerda enquanto Thiago Neves e Botinelli tentavam armar o jogo. E o Vasco mostrava mais ímpeto ofensivo e aos 9min, Felipe Bastos, da intermediária, tentou encobrir o goleiro rubro-negro que estava adiantado mas a bola encobriu o travessão.

Aos 11min, o Vasco perdeu a primeira chance real. Diego Souza recebeu nas costas da zaga e cruzou, a zaga rebateu mal e a bola sobrou para Eder Luís que entrava livre, mas o atacante cruzmaltino concluiu de forma bisonha para frustração da torcida do Flamengo.

O time de São Januário continuava mais bem postado em campo, mantendo Diego Souza e Alecsandro pressionando a saída de bola dos zagueiros rubro-negros. O primeiro chute a gol do Flamengo só aconteceu aos 20min em chute longo de Galhardo que passou perto da trave direita de Fernando Prass.

Durante a parada técnica, o técnico Vanderlei Luxemburgo tentou consertar o lado esquerdo da defesa da equipe rubro-negra que estava permitindo espaços aos atacantes adversários. Aos 22min, o Flamengo teve sua primeira oportunidade. Ronaldinho Gaúcho cobrou falta pelo lado esquerdo e Thiago Neves, inteiramente livre na entrada da pequena área, cabeceou para fora.

O time rubro-negro criou grande jogada aos 25min e quase marcou. Ronaldinho serviu a Deivid, que rolou para Botinelli completar mas Fernando Prass praticou grande defesa evitando o primeiro gol. O Vasco respondeu com um chute de Felipe que não levou perigo para o goleiro Felipe.

Uma saída errada do Flamengo quase provocou o gol do Vasco mas o chute de Felipe passou bem perto da trave esquerda. Aos 33min foi a vez do goleiro Felipe sair para abafar a jogada confusa dentro da sua área. Aos 40min, Felipe tinha a bola dominada fora da área mas Ronaldinho Gaúcho roubou a bola e bateu de primeira mas a bola saiu.

Aos 43min, Ramon cruzou da esquerda e Diego Souza, entre os dois zagueiros do Flamengo, cabeceou nas mãos do goleiro Felipe quando tinha tudo para marcar no último lance importante do primeiro tempo.

Os dois times voltaram sem mudanças para o segundo tempo e foi do Vasco quando Alecsandro fez embaixadinhas na entrada da área e chutou mas Felipe defendeu sem dificuldades. Aos 2min, Botinelli foi derrubado na entrada da área. Ronaldinho Gaúcho encobriu a barreira mas Fernando Prass fez grande defesa, espalmando para escanteio.

O Vasco continuava marcando na intermediária e deixando Alecsandro e Eder Luís na frente. Aos 11 min, Eder Luís cruzou com perigo mas a defesa rubro-negra impediu que a bola chegasse ao atacante Alecsandro que espera o lançamento na área.

Vanderlei Luxemburgo trocou o meia Botinelli, que saiu indignado, pelo volante Fierro para ajudar na proteção aos zagueiros. O ritmo do segundo tempo era mais lento do que o da etapa inicial com os dois times mais preocupados com a marcação do que com o ataque. Ronaldinho e Thiago Neves participavam do jogo de forma discreta, enquanto Deivid errava todos os lances em que se envolvia.

Ricardo Gomes trocou o ineficiente Diego Souza pelo jovem Bernardo cujo nome vinha sendo gritado pela torcida. E Bernardo já entrou colocando fogo no jogo e fez o goleiro Felipe fazer grande defesa aos 25 minutos. Aos 27min, Ronaldinho Gaúcho pisou no zagueiro Anderson Martins na frente do árbitro que ignorou o lance desleal do jogador rubro-negro.

Com a entrada de Bernardo, o Vasco aumentou a pressão e Dedé, em cobrança de escanteio, quase marcou. Aos 33min, Wanderley fez ótimo passe para Thiago Neves que chutou errado, sem qualquer perigo para a defesa vascaína. No minuto seguinte, um erro de passe deu ao Flamengo a chance de abrir o marcador mas Renato errou o chute e a defesa aliviou.

Aos 40min, Élton entrou no lugar de Eder Luís que se sentiu mal.E aos 45min, após cobrança de escanteio, Thiago Neves pegou de primeira mas a bola passou rente à trave de Fernando Prass. E antes de terminar a partida, Willians e Allan discutiram de forma áspera e foram expulsos de campo.

FICHA TÉCNICA

Vasco 0 (1) x (3) 0 Flamengo

Vasco
Fernando Prass; Allan, Dedé, Anderson e Ramon; Rômulo, Fellipe Bastos, Felipe e Diego Souza (Bernardo); Eder Luis (Elton) e Alecsandro. Técnico: Ricardo Gomes

Flamengo
Felipe; Galhardo (Fernando), Welinton, David Braz e Rodrigo Alvim; Willians, Renato Abreu, Bottinelli (Fierro) e Thiago Neves; Ronaldinho Gaúcho e Deivid (Wanderley). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Cartões Amarelos
Vasco: Fellipe Bastos, Alecsandro, Élton e Bernardo
Flamengo: Bottinelli, Rodrigo Alvim, Galhardo e Deivid

Cartões Vermelhos
Vasco: Allan
Flamengo: Willians

Árbitro
Luis Antônio Silva dos Santos

Local
Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Com informações da Gazeta Esportiva









Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade