0

Árbitros decidem não apitar jogos do Ceará

23 fev 2009
20h03

Os árbitros do quadro local do estado do Ceará decidiram, em uma assembleia, que não irão mais apitar partidas do Ceará Sporting Club. A decisão foi comunicada por Márcio Torres, presidente do sindicato da classe.

» Veja as últimas do Ceará

A revolta dos juízes contra a equipe se deve ao fato de dirigentes, jogadores e funcionários do time alvinegro reclamarem continuamente das atuações dos árbitros no primeiro turno do Estadual.

Márcio Torres, em entrevista ao jornal O Povo, explicou a decisão e divulgou os nomes daqueles que, segundo posição do sindicato, fizeram a situação chegar a este ponto.

"Não temos nada contra o clube Ceará, mas o presidente Evandro Leitão e o assessor de imprensa Edmílson Maciel, passaram todo o primeiro turno nos chamando de incompetentes e fazendo insinuações descabidas. Assim, se não servimos para apitar a primeira parte do Estadual, não servimos para apitar a segunda", disse.

"Isso não é greve. Vamos continuar trabalhando normalmente, menos nos jogos do Ceará. Pode anotar, não vamos voltar atrás essa é uma decisão unânime", disse.

A publicação cearense falou com o Coronel Afrânio, presidente da Comissão Estadual de Arbitragem. O dirigente confirmou que foi informado da decisão dos árbitros e falou que vai esperar decisão do Ceará e de Federação Cearense de Futebol para saber como irá montar a escala de arbitragem do segundo turno.

A posição do Ceará é de quem ficou feliz com a notícia. Evandro Leitão, presidente do clube, disse que vai esperar uma posição da federação para depois se pronunciar, mas o próprio dirigente lembrou que a equipe rompeu relações com a entidade responsável pelo futebol do estado.

Em relação ao elenco, quem se pronunciou foi o zagueiro Fabrício. "Eu acho isso bom, porque fomos prejudicados em boa parte das partidas", afirmou.

Veja também:

Fonte: Gazeta Press
publicidade