0

Victor brilha nos pênaltis, Grêmio bate Ypiranga e vai à semi

17 abr 2011
18h10
atualizado em 18/4/2011 às 00h06
  • separator

Foi preciso a disputa de penaltis para definir o penúltimo semifinalista da Taça Farroupilha. O Grêmio arrancou a vaga no sufoco diante do Ypiranga, neste domingo, no Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim, após o empate no tempo normal por 1 a 1. Após a partida das quartas de final, a equipe tricolor vai enfrentar o Cruzeiro, de Porto Alegre, na fase seguinte do Campeonato Gaúcho.

Douglas abriu o placar com um golaço no primeiro tempo, mas Giovani aproveitou falha do goleiro Victor para empatar na segunda etapa. Porém, o camisa 1 se redimiu ao defender diversas tentativas do adversário depois do empate, além de espalmar a cobrança de Branco. O lateral Gabriel garantiu a suada vaga na quinta e última cobrança, finalizando a disputa por 4 a 2.

Campeão do primeiro turno, o time do técnico Renato Gaúcho mantém vivas as chances de levantar o título gaúcho por antecipação. Mas para isso terá que bater o adversário na próxima fase novamente longe do Olímpico. Porém, o confronto ainda não tem data ou local definidos, podendo acontecer tanto no Estádio Passo D'Areia, localizado na capital gaúcha, ou no Complexo Esportivo da Ulbra, na cidade de Canoas.

O jogo

Após o revés na Bolívia, na última quinta, pela Libertadores, o técnico Renato Gaúcho resolveu fazer algumas mudanças na equipe. Além do retorno de Gabriel para a lateral-direita, Neuton foi escalado na lateral-esquerda e Lúcio foi passado à meia, para armar o jogo com Douglas. Já Leandro, 17 anos, formou dupla de ataque com Borges. Foi exatamente contra o Ypiranga que o talentoso garoto estreou como profissional, marcando seu primeiro gol como profissional, na partida em que o clube tricolor goleou por 5 a 0 - que também valia pelas quartas de final, só que da Taça Piratini.

E a habilidade de Leandro deixou Borges na boa para marcar. Mas dentro da pequena área, com o goleiro batido, o camisa nove perdeu gol feito, aos 6min. Em seguida, o time da casa respondeu com duas bolas perigosas de Glauco e Branco, equilibrando a disputa.

Porém, o toque diferenciado do maestro Douglas daria a vantagem ao Grêmio. O camisa 10 recebeu a bola com muita liberdade na intermediária e mandou uma bomba no ângulo do goleiro Luís Carlos, sem chances de defesa: 1 a 0, aos 24min.

Empolgado, o Grêmio quase ampliou com Adílson, que chegou como elemento surpersa no ataque. Da entrada da área, o volante carimbou a trave da equipe anfitriã, dois minutos após o gol gremista. Mas seria o último lance do defensor na partida, já que um problema no tornozelo fez com que fosse substituído ainda na primeira etapa por Fernando.

Temendo nova eliminação para o mesmo Grêmio, como ocorreu no primeiro turno, a equipe de Erechim começou a segunda etapa em cima do Grêmio, com Victor afastando bola venenosa cruzada por João Paulo, logo aos 2min. Mas logo o Grêmio tomou o controle da partida, de forma pragmática.

E a apatia do time tricolor custou caro, numa falha do goleiro Victor. Sem ângulo, o atacante Giovani arriscou o chute e a bola passou entre a trave e as mãos do camisa um, empatando a partida aos 17min. Quatro minutos após a igualdade, o arqueiro tricolor se redimiu, ao salvar chute perigoso de Cleiton. O time local cresceu com o bom momento e acuou o Grêmio.

Apesar do gol, Douglas pouco produzia e acabou sacado para a entrada de Carlos Alberto, que quase marcou pouco após a entrada em campo, mas o volante Saulo salvou quase que em cima da linha. Um dos melhores em campo, o garoto Leandro também acabou sacado para a entrada de Lins. Os torcedores gremistas chegaram a vaiar a opção do técnico Renato Gaúcho. Ainda assim, sua equipe voltou a pressionar, disposta a matar a partida.

Aos 35min, Lúcio bateu falta na cabeça de Borges, que testou na trave. A resposta do Ypiranga foi imediata e só não virou o jogo novamente graças a Victor. A bola alçada por Cleiton foi desviada pelo lateral Gabriel e o arqueiro teve reflexo para se esticar todo e tocar na bola no cantinho esquerdo. Sylvestre ainda mandou bola na trave e a partida eletrizante acabou indo para a decisão nos pênaltis, adicionando tempero extra de drama para a disputa.

No drama da disputa de penais o time tricolor quase viu suas esperanças de classificação despediçadas por Lucio, que tentou deslocar o goleiro e bateu fraco para a boa defesa de Luis Carlos, na segunda série de batedores. Mas Saulo logo compensou o erro dos rivais ao mandar na trave esquerda de Victor - que voltou a brilhar ao agarrar a penalidade de Branco, na quarta cobrança. O lateral Gabriel converteu a cobrança decisiva, que valeu a árdua vaga às semifinais do segundo turno do Campeonato Gaúcho.

Ypiranga 1 (2)X 1 (4) Grêmio

Gols

Ypiranga:
Giovani, aos 17min do segundo tempo

Grêmio:
Douglas, aos 24min do primeiro tempo

Ypiranga: Luiz Carlos; Gasparino, Frede, Glauco e Branco; Saulo, João Paulo, Geovani e Bodini (Sylvestre); Cleiton e Tiago Pereira.. Técnico: Agenor Piccinin

Grêmio: Victor; Gabriel, Rafael Marques, Rodolfo e Neuton; Fábio Rochemback, Adilson (Fernando), Lúcio e Douglas (Carlos Alberto); Leandro (Lins) e Borges. Técnico: Renato Gaúcho

Cartões amarelos
Ypiranga: Frede, João Paulo, Glauco
Grêmio: Gabriel, Fernando

Árbitro
Leandro Vuaden

Local
Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim (RS)

Goleiro defendeu quarta cobrança de série de pênaltis e foi primordial na classificação gremista na Taça Farroupilha
Goleiro defendeu quarta cobrança de série de pênaltis e foi primordial na classificação gremista na Taça Farroupilha
Foto: Edson Castro / Futura Press
Fonte: Terra
publicidade