0

Denílson faz recuperação no Palmeiras, mas não irá ficar

25 mar 2009
15h14
atualizado às 15h28

O meia Denílson está de volta ao Palmeiras. O pentacampeão mundial, que defendeu o time alviverde em 2008, iniciou nesta quarta-feira um tratamento de recuperação com o médico Rubens Sampaio na Academia de Futebol e ficará no clube por pelo menos 30 dias. Mas o veterano aproveitou para impedir qualquer sonho da torcida sobre um possível acerto para o Campeonato Brasileiro.

» Além de Keirrison, Barcelona observa Neymar
» Marcos diz que Palmeiras ganhou no coração
» Veja as últimas do Palmeiras

Denílson, cujo contrato não foi renovado em dezembro, acabou indo parar no Itumbiara, de Goiás. O atleta de 31 anos, contudo, sofreu uma lesão no menisco do joelho direito na partida contra o Corinthians, pela primeira rodada da Copa do Brasil, e precisou ser operado. Rubens Sampaio foi o responsável pela intervenção médica no jogador.

"É uma felicidade voltar aqui, me sinto em casa quando entro na Academia", destacou Denílson, revelado pelo São Paulo. O meia, aliás, retorna ao Palmeiras pela terceira vez, sendo que em 2007 ele ficou por dois meses no clube para adquirir forma física antes de se transferir para o Dallas, dos Estados Unidos.

"Vim só para fazer a recuperação e nada mais", antecipou o jogador, campeão paulista pelo Palmeiras em 2008. "Não quero que fiquem criando especulações se vou ficar ou não. Eu nem tenho motivos para pensar nisso, pois ainda tenho contrato com o Itumbiara", reforçou o jogador, que com a camisa 19 fez 54 partidas e marcou 7 gols, conforme dados do próprio Palmeiras.

Embora não esteja disposto a assinar mais um contrato de risco com o time do Palestra Itália, Denílson não escondeu o carinho pela comissão técnica e pela diretoria alviverde.

"O Palmeiras me acolheu tão bem das outras vezes e não faço isso da boca para fora. Quero novamente agradecer ao Vanderlei Luxemburgo (técnico), ao Toninho Cecílio (gerente de futebol) e aos profissionais do clube, que estão me recebendo de braços abertos", destacou.

Veja também:

Fonte: Gazeta Press
publicidade