0

Após atrasos, Estádio Independência é reinaugurado com festa

25 abr 2012
21h33
atualizado em 26/4/2012 às 01h41
Claudio Rezende
Direto de Belo Horizonte

Após mais de dois anos sem estádio em Belo Horizonte, o "novo Independência" foi inaugurado na noite desta quarta-feira. Durante o período da reconstrução do estádio, aconteceram 11 atrasos nas previsões dadas pelo governo de Minas Gerais, responsável pelas obras. Os motivos alegados foram alterações nos projetos arquitetônico e de engenharia, sem contar com o grande volume de chuvas que atingiram a capital mineira em dezembro do ano passado. O orçamento para construção da nova arena estava estimado em R$ 46 milhões. Porém, alcançou R$ 148 milhões, ou seja, mais que o triplo que a previsão inicial.

» Quanto você pagaria para contratar jogadores? Veja preços e vote

O estádio tem capacidade liberada para 23.018 torcedores, mas ainda apresenta um grave defeito em cerca de 3 mil assentos do anel superior, onde os torcedores têm a visão prejudicada por guarda-corpos de metal.Sem jogos em Belo Horizonte nos últimos dois anos, os principais prejudicados foram os clubes (América-MG, Atlético-MG e Cruzeiro) e os torcedores. Atlético-MG e Cruzeiro informaram que nesse período tiveram prejuízo de cerca R$ 20 milhões cada um. Os times da capital mineira tiveram que mandar suas partidas no interior do Estado: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas; Ipatingão, em Ipatinga; e Parque do Sabiá, em Uberlândia.

O América-MG, proprietário do estádio, inaugurou o "novo Independência" vencendo o Argentinos Juniors por 2 a 1, em amistoso. O jogo fez parte das comemorações ao centenário do time mineiro e, além disso, marca o fim da carreira do atacante Euller, o famoso "Filho do Vento", com passagens por São Paulo, Vasco, Palmeiras e Atlético-MG, além do próprio América-MG.

"Expectativa é grande, porque estou realizando um sonho de jogar no centenário do América e também na inauguração do Independência. Vai ser legal. Acho também que será muito importante para minha carreira. Espero que seja uma festa completa", disse Euller antes da partida.

O ex-atacante Jair Bala, maior ídolo da história do Coelho, jogou com Pelé no Santos, com Garrincha no Botafogo e com Ademir da Guia no Palmeiras. Jair Bala foi o responsável pelo pontapé inicial no amistoso.

Torcida do América-MG fez festa na reinauguração do Independência
Torcida do América-MG fez festa na reinauguração do Independência
Foto: Gil Leonardi / Lancepress!
Fonte: Claudio Correa de Rezende Junior - Especial para o Terra Claudio Correa de Rezende Junior - Especial para o Terra

compartilhe

publicidade
publicidade