PUBLICIDADE
Logo do

Coritiba

Favoritar Time

Para Wortmann, Pedro Ken é a bola da vez no Coritiba

7 fev 2009 - 09h20
(atualizado às 09h24)
Publicidade

A sensação de que Pedro Ken tem boas chances de ter um grande 2009 é compartilhada por seu treinador, Ivo Wortmann. Contratado para a atual temporada, Ivo diz estar impressionado com a facilidade com que surgem jogadores jovens no Couto Pereira e demonstra uma mistura de esperança e precaução quanto ao seu atleta mais promissor.

» Veja mais fotos de Pedro Ken
» Pedro Ken tenta ocupar espaço de Keirrison
» Veja as últimas do Coritiba
» Opine: Pedro Ken irá brilhar no Coritiba em 2009?

"Nós precisamos administrar o retorno do Pedro Ken. Fazer com que ele adquira um bom condicionamento e ritmo de jogo, sem riscos de se lesionar. Ele é um jogador que tem muita técnica, força e mesmo sem estar no seu melhor, demonstra que tem qualidade e inteligência", afirma o treinador.

Para Ivo Wortmann, Pedro Ken não é exatamente um virtuoso, como Keirrison, autor de 41 gols em 2008. O versátil meia, que atua também como volante ou até ala-direito, é o típico jogador de equipe.

"Ele pensa muito no coletivo, joga para o time, não é individualista. Considero-o um jogador moderno, que coloca a sua qualidade em benefício do time", explica.

Pedro, que retorna de maneira gradual e vai somando minutos a cada partida, sabe da importância desse trabalho de paciência, e conta com o respaldo de Ivo.

"Ele me passou confiança, elogiou meu potencial e também entendeu como é difícil o meu retorno. Ainda estou sem ritmo", admite.

A política de apostar em jovens jogadores no Coritiba, porém, não termina em Pedro Ken. Recentemente, o clube promoveu alguns novos nomes de suas categorias de base, como o zagueiro Leandro, da Seleção Brasileira Sub-20, o meia Tiago Real e o atacante Roger, que já tem contrato até 2012.

"Fico impressionado com a capacidade que há em revelar jogadores por aqui e digo que a qualquer momento pode surgir mais alguém. Mas o Pedro Ken é a bola da vez", confirma Ivo Wortmann, sobre um ciclo já comum no Couto Pereira.

Para Ivo Wortmann, Pedro Ken não é exatamente um virtuoso
Para Ivo Wortmann, Pedro Ken não é exatamente um virtuoso
Foto: Divulgação
Fonte: Especial para Terra
Publicidade