4 eventos ao vivo

Paraná Clube projeta 10 mil sócios para ter contas em dia

Clube paranaense lançou desafio para a torcida paranista

2 mar 2015
19h21
atualizado às 19h48
  • separator
  • comentários

A conta é simples. Com 10 mil sócios, o Paraná Clube consegue ter um bom fluxo no caixa e pode, assim, manter as obrigações em dia na folha salarial que gira em torno de R$ 400 mil. Com 4.678 adesões atualmente, o time pretende fechar a temporada 2015 com o objetivo ambicioso concretizado.

Clube decidiu, finalmente, utilizar ex-atletas com sucesso nos 25 anos de história
Clube decidiu, finalmente, utilizar ex-atletas com sucesso nos 25 anos de história
Foto: Paraná / Divulgação

"É o mínimo. Precisamos muito disso. Depende muito do campo, com toda certeza. Mas temos que motivar a torcida, trabalhar essa parte institucional e conseguir mobilizar todo mundo", afirmou Fabiano Stédile, sócios da empresa que administra o marketing paranista.

Para conquistar essa meta, o Paraná lançou uma nova campanha no sábado utilizando ídolos da torcida durante os 25 anos de história. Dois deles estão no elenco atual: o goleiro Marcos e o meio-campista Lúcio Flávio. Os outros três são ex-atletas: Ednelson (ala esquerdo, autor do gol do primeiro título e membro da comissão técnica), Goiano (volante que passou 13 anos atuando pelo clube) e Saulo (maior artilheiro, com 104 gols).

Promoções, campanhas até metade do ano e durante a Série B também estão previstas no planejamento do departamento, que ainda vai utilizar outros ex-jogadores que têm ligação com o time da Vila Capanema.

"Essa ideia é antiga. É uma maneira de sensibilizar o torcedor e trazer essa história de sucesso. Temos vários vídeos produzidos e um planejamento para utilizar. Do último sábado até o final deste mês, vamos lançar praticamente um por dia nas mídias sociais e em rádios", prometeu.

A nova diretriz, que parece óbvia, era utilizada em raros momentos. Em 2012, com Ricardinho assumindo papel de técnico após encerrar a carreira, foi usado em poucos vídeos. Lúcio Flávio, que chegou no decorrer daquele ano, não foi explorado.

No ano passado o caso foi ainda mais alarmante. Junto aos dois, ainda tinha o goleiro Marcos. Em vão, mesmo com promessas da diretoria em utilizá-los. Agora, com novas pessoas desde o segundo semestre de 2014, a mudança aconteceu.

"Me convidaram para ajudar. Tenho carinho pelo clube e a gente espera que nossa imagem possa ajudar da melhor maneira possível. Que chegue a 10, 12 mil sócios. Só assim vai sobreviver. Eu creio que isso, de usar ex-atletas, tem que ser mais explorado. Fizemos história nos anos 90 e somos conhecidos nacionalmente por essa época", cobrou o ex-atacante Saulo.

Com menos da metade dos associados previstos, o Paraná chegou perto da marca apenas em 2013. Durante a Série B, o time comandado por Dado Cavalcanti figurou no G-4 por dois terços do campeonato e empolgou a torcida. Perto de setembro, quando começou a queda de rendimento pelos salários atrasados, o clube possuía quase nove mil sócios (4 mil do social e 4,5 mil do futebol).

Desde o fim do ano passado, a modalidade foi unificada: R$ 90 individual, R$ 150 familiar. No sábado, o Paraná ainda lançou outra modalidade, com o pagamento de R$ 30 por mês, que dá direito a pagar metade do valor do ingresso (R$ 50, o mais barato). "Demoraram para fazer a unificação. Mas passava também por um longo processo de estatuto, conselheiros aprovarem e diretoria aceitar", minimizou Stédile.

Uniformes

O Paraná vai lançar o novo uniforme para a temporada em maio. O marketing tricolor garante que, diferente dos últimos anos, vai conseguir atender a demanda. A represente da italiana Erreà no Brasil, a Unghe é localizada no bairro de Santa Felicidade, e facilita a logística.

"Já estamos trabalhando tem um tempo no desenho e nos detalhes do novo uniforme. E não é só a camisa e uniforme de jogo. É toda uma linha de material. O processo de fabricação aqui facilita. A gente espera que estejamos mais entrosados e minimize o que era feito no passado”, prometeu Stédile, do marketing paranista.

PGTM Comunicação - Especial para o Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade