1 evento ao vivo

Com oito em campo, Santos segura Santo André e é campeão

2 mai 2010
18h03
atualizado em 10/11/2010 às 11h08
Fernando Souza
Direto de São Paulo

O Santos sofreu, mas confirmou neste domingo o título de campeão paulista. Em jogo eletrizante, com direito a expulsões, golaços e chances incríveis desperdiçadas, o time de Dorival Júnior assegurou o troféu mesmo com a derrota por 3 a 2 para o Santo André, no Pacaembu. Na ida, os alvinegros venceram pelo mesmo placar e assim comemoram a conquista por causa da melhor campanha ao longo do torneio.

O jogo desta tarde começou para o Santos da mesma forma que a partida de ida: com susto. Logo no primeiro minuto, Cicinho recebeu de Branquinho, tirou de Felipe e rolou para Nunes mandar para as redes. Mas o empate não demorou. Aos 8min, Robinho deu passe de letra para Neymar. De volta ao time titular após se recuperar de lesão no olho, o jovem jogador escapou de Júlio César e de um zagueiro e fez um golaço.

A torcida santista explodiu no Pacaembu, mas ainda passaria muito sufoco. O Santo André continuava bem e criando chances - aos 15min, Branquinho acertou a trave. Logo em seguida, Rodriguinho marcou de cabeça e o árbitro Salvio Spinola assinalou impedimento no mínimo duvidoso. Aos 19min, não teve jeito. Alê desviou de cabeça e fez o segundo.

O Santos tentou responder. Neymar partiu para cima da defesa e caiu pedindo falta. Irritados, os jogadores do Santo André cercaram o árbitro acusando o rival de simulação. Houve uma confusão generalizada. O lateral Léo e o atacante Nunes acabaram expulsos. No dez contra dez, o time do litoral melhorou. Aos 31min, Paulo Henrique Ganso deu passe magistral de letra para Neymar, que não perdoou.

Mas o Santo André ressurgiria novamente após a expulsão de Marquinhos, que deu entrada violenta em Branquinho e foi expulso aos 37min. Mais seis minutos e o próprio Branquinho fez o terceiro da equipe do ABC, após tabela com Bruno César. O Santo André ainda voltou pressionando na etapa final. Rodriguinho recebeu de Bruno César, driblou Felipe e chutou. Arouca tirou em cima da linha.

A equipe de Sérgio Soares, contudo, não conseguiu manter o ritmo, e o Santos voltou a crescer. Aos 20min, André, que pouco antes entrou no lugar de Robinho, bateu forte na área e parou em excelente defesa de Júlio César. Mas o time alvinegro novamente daria motivos para a torcida se assustar. Roberto Brum, que substituiu Neymar, fez falta dura em Rômulo e foi expulso aos 36min. Com dois a mais, o Santo André foi só pressão. Aos 44min, Rodriguinho acertou a trave. A equipe de Dorival, porém, resistiu à pressão e foi campeã.

FICHA TÉCNICA

Santos 2 x 3 Santo André

Gols
Santos: Neymar, aos 8min e aos 31min do primeiro tempo
Santo André: Nunes, a 1min, Alê, aos 19min, e Branquinho, aos 43min do primeiro tempo.

Ponto Forte do Santos
Rapidez envolvente do time conseguiu desmontar a defesa do Santo André

Ponto Forte do Santo André
Não se abalou com a desvantagem no jogo de ida e, com velocidade, deu sufoco no Santos em muitos momentos

Ponto Fraco do Santos
Mesmo com a vantagem no jogo de ida, se lançou para o ataque e deu espaços. Defesa mostrou desatenção em muitos momentos. Além disso, time se mostrou nervoso, com três expulsos

Ponto Fraco do Santo André
Time sentiu a expulsão de Nunes e só melhorou quando ficou no dez contra nove

Personagem do jogo
Neymar, autor de dois gols e protagonista do lance que culminou na expulsão de dois jogadores

Lances polêmicos
Quando o jogo estava 1 a 1, Alê marcou para o Santo André. A assistente apontou impedimento no cruzamento vindo da esquerda.

Neymar cai na entrada da área, o árbitro manda seguir. Quando a bola sai pela lateral, jogadores do Santo André cercam Neymar, reclamando que ele se jogou. Após muita discussão e empurra-empurra, Léo, do Santos, e Nunes, do Santo André, são expulsos.

Santos empata por 2 a 2 com gol de Neymar. A jogada começa com um desarme de Robinho, no qual jogadores do Santo André pediram falta.

Esquema Tático do Santos
4-4-2
Felipe; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Rodrigo Mancha, Arouca, Marquinhos e Paulo Henrique; Neymar (Roberto Brum) e Robinho (André) (Bruno Aguiar); técnico Dorival Júnior

Esquema Tático do Santo André
4-4-2
Júlio César; Cicinho (Rômulo), Halisson, Cesinha e Carlinhos; Alê (Pio), Gil, Branquinho (Rodrigão) e Bruno César; Nunes e Rodriguinho; técnico Sérgio Soares

Cartões Amarelos
Santos: Pará, Edu Dracena e Paulo Henrique Ganso
Santo André: Júlio César, Cicinho, Carlinhos, Alê, Rodriguinho, Rômulo e Halisson

Cartões Vermelhos
Santos: Léo, Marquinhos e Roberto Brum
Santo André: Nunes

Renda: R$ 2.244.465,00

Público: 35.001 pagantes/36.260 presentes

Árbitro
Sálvio Spinola Fagundes Filho

Local
Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP)

Terra

compartilhe

publicidade
publicidade