PUBLICIDADE

Campeonato Paulista

Patrocínio Logo do patrocinador

Oposição do Corinthians tem vices ligados a Dualib

3 fev 2009 - 18h32
(atualizado às 19h03)
Compartilhar

Passado e futuro fizeram parte da apresentação oficial da candidatura de Paulo Garcia à presidência do Corinthians nas eleições do próximo dia 14, no Parque São Jorge. A ligação de seus dois vices (Emerson Piovesan e Antônio Roque Citadini) e de alguns corregilionários com o ex-presidente Alberto Dualib e uma nova postura do clube em relação aos garotos da base marcaram sua explanação.

» Assista ao vídeo: candidato quer barrar empresários

» Veja as últimas do Corinthians

"O Roque, assim que a coisa começou a ficar ruim com a MSI, caiu fora. O Emerson não tem nada que o desaprove. Tentou ajudar o clube, aliás", lembrou Paulo Garcia.

"Me orgulho muito de ter ajudado o clube naquele momento ruim. Até segurar algumas notas (fiscais) que eu não concordava eu fiz", lembrou Piovesan, ex-vice de finanças do último presidente.

"Isso eu nem nem dou bola", disse Citadini, ex-vice de futebol.

Outra questão bastante comentada por Paulo Garcia e Roque Citadini foi a relação dos empresários com as categorias de base. Na visão da chapa Pró-Corinthians, é preciso que os garotos pertençam 100% ao clube.

"Só poderá subir para os profissionais quem for do clube. Não compraremos mais jogadores desse ou aquele empresário", disse Garcia.

CríticasComo não poderia ser diferente, críticas à situação fizeram parte da apresentação da chapa. Com o slogan "servir ao Corinthians e não servir-se do Corinthians", os candidatos enumeram alguns dos erros da administração de Andrés Sanchez.

"A falta de planejamento é clara. Estamos em fevereiro e sequer temos um patrocinador. Além disso, ainda estão gastando mais do que se arrecadou e fazem fumaça no marketing que depois vira cinzas. Isso sem falar em atrasos de salários e pagamentos", lembrou Paulo Garcia.

Fonte: Lancepress!
Compartilhar
Publicidade