0

Paulista vence e Palmeiras fecha Estadual de forma melancólica

7 abr 2010
23h45
atualizado em 8/4/2010 às 00h57
  • separator

Time que via no Campeonato Paulista a chance de se "desculpar" com a torcida pelo fracasso no Brasileiro do ano passado, o Palmeiras encerrou sua decepcionante campanha no Estadual com mais uma decepção nesta quarta-feira. Em Jundiaí, o time de Antônio Carlos foi derrotado por 3 a 1 pelo Paulista, que assegurou, assim, sua permanência na primeira divisão.

O herói da permanência jundiaiense na elite estadual foi Mazola, que teve participação nos três gols da equipe: nos dois do atacante Felipe Azevedo, aos 12 e aos 39min do primeiro tempo, e no de Samuel Xavier, aos 38min do segundo. O Palmeiras, mesmo com titulares como Diego Souza e Robert em campo, descontou aos 8min da etapa complementar com Lincoln, mas não teve forças para evitar sua sexta derrota em 19 partidas.

Time com 44% de aproveitamento no campeonato, o Palmeiras terminou sua participação com 25 pontos ganhos no 11º lugar, muito longe da zona de classificação para as semifinais. A campanha pífia, aliás, já causa prejuízos para o time em 2011: como não ficou na metade inferior da tabela, terá que disputar dez partidas fora de casa na primeira fase do ano que vem. Já o Paulista conseguiu escapar da zona de rebaixamento ao atingir 20 pontos.

Para seguir na primeira divisão estadual, o Paulista foi para cima no início do jogo e conseguiu pressionar o Palmeiras durante todo o primeiro tempo. Melhor em campo, a equipe de Jundiaí levou 12 minutos para abrir o placar graças a uma bela jogada de Mazola, que ganhou de Léo na velocidade e cruzou para a pequena área; Armero e o próprio Léo tentaram afastar, mas Felipe Azevedo, de carrinho, empurrou para dentro.

O Palmeiras, que só conseguiu assustar com uma cobrança de falta do meia Lincoln no travessão aos 32min, amargou o segundo gol aos 39min. Novamente mais rápido que Léo, Mazola foi derrubado na área e o árbitro assinalou pênalti. Felipe Azevedo bateu no canto e ampliou.

O intervalo serviu para o Palmeiras acordar após 45 minutos de pouca produção e descontar aos 8min. O colombiano Pablo Armero avançou pela esquerda e cruzou na cabeça de Lincoln, que descontou.

Numa etapa em que o Palmeiras se mostrava mais próximo do empate, o Paulista sacramentou a vitória em uma jogada idêntica às dos outros dois gols: Mazola levou a melhor sobre Léo e bateu para o meio da área; Samuel Xavier, de cabeça, encerrou a contagem.

Agora, sem os compromissos do Estadual, o Palmeiras volta suas atenções para a Copa do Brasil. Classificado para as oitavas de final, o time alviverde inicia o duelo com o Atlético-PR na próxima quinta-feira, em casa, pela partida de ida. A volta será disputada dia 21 de abril, em Curitiba.

FICHA TÉCNICA

Paulista 3 x 1 Palmeiras

Gols
Paulista
Felipe Azevedo, aos 12 e aos 19min do 1º tempo; Samuel Xavier, aos 36min do 2º tempo.

Palmeiras
Lincoln, aos 8min do 2º tempo.

Ponto Forte do Paulista
Velocidade no ataque, especialmente com Mazola pelo lado esquerdo contra Léo

Ponto Forte do Palmeiras
Lincoln, responsável pelo único gol palmeirense e destaque no time alviverde

Ponto Fraco do Paulista
Desatenção defensiva, que atraiu o Palmeiras para a partida em determinados momento do jogo

Ponto Fraco do Palmeiras
Defesa, frágil e facilmente envolvida pelas investidas de Mazola

Personagem do jogo
Mazola, que "humilhou" Léo e construiu os três gols do Paulista após levar a melhor sobre o zagueiro palmeirense

Lance polêmico
Pênalti de Léo, que originou o segundo gol do Paulista na partida: os jogadores palmeirenses reclamaram bastante com o árbitro alegando que o zagueiro alviverde não cometeu a infração

Esquema Tático do Paulista
4-4-2
Vinícius; Lucas (David Modesto), Márcio Santos, Eli Sabiá e Raphael Martinho; Bruno Formigoni, Rai (Julinho), Samuel Xavier e Barboza (Fabrizzyo); Mazola e Felipe Azevedo. Técnico: Wagner Lopes

Esquema Tático do Palmeiras
4-5-1
Deola; Gabriel Silva (Vinícius), Léo, Maurício Ramos e Armero; Pierre, Edinho, Ivo (Ewerthon), Lincoln e Diego Souza; Robert. Técnico: Antônio Carlos

Cartões Amarelos

Paulista
Barboza, Márcio Santos, Mazola

Palmeiras
Léo, Pierre, Edinho, Ewerthon

Árbitro
Rodrigo Braghetto

Local
Estádio Jaime Cintra, em Jundiaí (SP)


Fonte: Terra
publicidade