1 evento ao vivo

São Paulo diz que reclamação corintiana é "pirotecnia"

15 fev 2009
10h45
atualizado às 10h55

O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, afirmou neste domingo, em entrevista à Rádio Jovem Pan, que a reclamação do Corinthians quanto à distribuição de apenas 10% de ingressos aos seus torcedores é "pirotecnia" (show de fogos) .

» Nasi prevê gols de Borges e "Washingol"

Os dois times se enfrentam neste domingo, às 16h (de Brasília), no Estádio do Morumbi. Para o mandatário são-paulino, o clube está no direito de limitar a entrada da torcida adversária e o alarde feito pela diretoria corintiana com o fato é muito barulho por nada.

"Isso é uma pirotecnia da imprensa e da diretoria do Corinthians. Às vezes me dão menos de 10% em estádios deploráveis. Nós estamos modernizando o Morumbi. É sério o que estamos fazendo", afirmou.

De acordo com Juvenal, a divisão de torcidas em um estádio é cada vez mais rara por conta da segurança. Fora isso, ela ressaltou que o São Paulo quer aumentar o lucro com o seu estádio e, para isso, a reorganização da distribuição de torcidas é fundamental.

"É uma tendência mundial limitar a torcida adversária. É questão de segurança. Quando tem 30 mil de um lado e 30 mil de outro, vira uma barbaridade nos arredores", argumentou.

Reeleito presidente do Corinthians no último sábado, Andrés Sanchez afirmou que o clube não jogará mais no Morumbi em seu mandato. Juvenal não aumentou a polêmica.

"O vencedor sempre tem um momento mais eufórico. Ele já falou que se dependesse dele sempre jogaria no Morumbi. Espero um momento mais sereno dele para conversar", completou.

Fonte: Terra
publicidade