0

Zagueiro faz dois, Palmeiras bate Bragantino e se classifica

26 mar 2011
20h21
atualizado às 21h01
  • separator

O Palmeiras carimbou sua vaga nas quartas de final do Campeonato Paulista neste sábado. Com dois gols do zagueiro Thiago Heleno - um de falta e um de cabeça - e um do volante João Vítor, a equipe de Luiz Felipe Scolari bateu o Bragantino por 3 a 0, no Estádio do Canindé, e assegurou com três rodadas de antecedência uma vaga entre os oito melhores da primeira fase.

Agora, o time do Palestra Itália soma 35 pontos e não pode mais ser alcançado pela nona colocada Portuguesa, que tem 22. Além disso, o Palmeiras assume a liderança com um ponto a mais que o Corinthians, que enfrenta neste domingo o São Paulo (terceiro, com 31 pontos) em clássico na Arena Barueri. Já o Bragantino parou nos 19 pontos e ficou mais longe de um lugar nas quartas.

Nenhuma das equipes teve boa atuação no Canindé, com muitos erros de passe, mas o Palmeiras começou melhor a partida e teve o confronto sob controle após o primeiro gol de Thiago Heleno, logo aos 2min. Após ampliar a contagem no segundo tempo, novamente na bola parada, a equipe da capital definiu a vitória no final com um gol de João Vítor, em contra-ataque veloz.

O jogo

Sem o lesionado Valdivia, Felipão voltou a apostar em Lincoln como o jogador mais avançado do meio de campo. Completaram o setor os volantes Márcio Araújo e Marcos Assunção e o meia Patrik, que voltava para marcar pela esquerda quando o time perdia a bola. Do lado do Bragantino, o técnico Marcelo Veiga armou um esquema com três zagueiros para tentar frear a equipe alviverde.

O time da capital, porém, saiu na frente logo em sua primeira chegada. Em cobrança de falta aos 2min, o zagueiro Thiago Heleno bateu forte de longa distância, a barreira abriu e a bola entrou no canto do goleiro Gilvan, que nada pôde fazer além de reclamar com os companheiros de time.

O Palmeiras seguiu ameaçando na bola parada, e Leandro Amaro quase ampliou após desviar de cabeça um escanteio de Patrik aos 5min. Acuado, o Bragantino não conseguia passar do meio de campo e apelava para faltas - principalmente o zagueiro Everaldo, que já tinha cartão amarelo e cometia infração em praticamente todos os lances em que se envolvia.

Marcelo Veiga trocou um zagueiro por outro aos 22min, sacando Everaldo para entrar Júnior Lopes. A equipe do interior só assustou Deola aos 28min, também na bola parada: Cristian, ex-meia do próprio Palmeiras, cobrou falta com efeito e obrigou o goleiro alviverde a colocar para escanteio.

Sem conseguir fazer a bola chegar aos atacantes com qualidade, o Palmeiras foi deixando o Bragantino equilibrar a partida. Aos 33min, Murilo lançou Léo Jaime, o atacante cortou para dentro e bateu cruzado para fora. A última chance do fraco primeiro tempo foi um chute de longe de Chico, aos 40min, que desviou no meio do caminho e exigiu ótima defesa de Gilvan.

Os dois times voltaram sem alterações para a segunda etapa e o jogo continuou com o mesmo panorama: ritmo lento e muitos erros de passe. O Palmeiras tentava usar as descidas de Rivaldo e Patrik pela esquerda, mas os dois não acertavam a última bola. Felipão tentou melhorar a equipe aos 12min, com a entrada de Luan no lugar do apagado Adriano.

Revelado pelo Corinthians, o atacante Marcelinho conseguiu bom chute da entrada da área aos 14min, mas Deola fez bela defesa. Sem criatividade, o time alviverde respondeu com Luan pela esquerda, que cruzou para Kleber; o atacante desviou rente à trave, mas o lance já estava parado por impedimento.

A partida ficou truncada e repleta de faltas no meio de campo, e de uma delas nasceu o segundo gol palmeirense. Lincoln ergueu a bola na área aos 35min e Thiago Heleno deu um leve desvio de cabeça para tirar o goleiro Gilvan da jogada e anotar seu segundo gol na partida.

O Bragantino colocou em campo o centroavante Fabrício Carvalho e se lançou à frente nos minutos finais, mas o Palmeiras aproveitou os espaços deixados pelo adversário para definir o confronto aos 42min, em ótimo contra-ataque. Patrik recebeu em velocidade e deixou na medida para João Vítor, que escolheu o canto e bateu firme de pé direito para vencer Gilvan.

FICHA TÉCNICA

Palmeiras 3 x 0 Bragantino

Gols
Palmeiras: Thiago Heleno, aos 2min do 1º tempo e aos 35min do 2º tempo; João Vítor, aos 42min do 2º tempo

Palmeiras
Deola; Cicinho (João Vítor), Thiago Heleno, Leandro Amaro e Rivaldo; Márcio Araújo, Chico e Patrik; Lincoln; Kleber (Maurício Ramos) e Adriano (Luan). Técnico: Luiz Felipe Scolari

Bragantino
Gilvan; Murilo Henrique, Carlinhos e Everaldo (Júnior Lopes); Nego, Marcos Aurélio (Fabrício Carvalho), Eder e Rodriguinho; Cristian (Paulo Roberto); Marcelinho e Léo Jaime. Técnico: Marcelo Veiga

Cartões amarelos
Palmeiras: Cicinho, Rivaldo e Patrik
Bragantino: Everaldo, Cristian, Júnior Lopes e Carlinhos

Árbitro
Magno de Sousa Lima Neto

Local
Estádio do Canindé, São Paulo (SP)

Palmeiras vence Bragantino e assume liderança do Paulista
Fonte: Terra
publicidade