Pernambucano

publicidade
15 de abril de 2011 • 11h45

Decepção do Pernambucano, Salgueiro contrata 12 jogadores

Paulo Victor Castanheira
Direto do Recife

Único time do interior pernambucano na Série B do Campeonato Brasileiro, o Salgueiro começou a temporada de 2011 pensando grande após uma surpreendente campanha na Série C no ano passado. No entanto, o clube sertanejo parece que ainda não entrou em campo no Campeonato Pernambucano, tamanha a má fase frente a equipes inferiores.

Desclassificado do Estadual, sem chances de disputar a fase final, o Salgueiro ocupa apenas a sexta colocação, atrás de times que não estão nem perto de figurar na segunda divisão do Campeonato Brasileiro, como o Porto, Central e Santa Cruz.

"O objetivo do Salgueiro era ser campeão. Cometemos alguns erros no começo e depois quando o time se encontrou já era tarde demais", comentou o diretor de Fftebol do clube, Clebel de Souza Cordeiro. "Acabamos guardando lugar para os outros times".

Notando que o clube corre sério risco de descender de divisão caso continue jogando o futebol medíocre que tem apresentado, a diretoria do clube anunciou a contratação de nada menos do que 12 reforços. A maioria é bastante rodada pelos clubes do Nordeste, sendo o mais conhecido o lateral direito Marcos Tamandaré (ex- Sport e Corinthians), que estava jogando o Campeonato Carioca pelo Macaé. Três dos reforços estavam em Pernambuco, atuando pelo Petrolina: o goleiro Romero, o atacante Fernando e o meia Robertinho, um dos melhores meias do Pernambucano.

O lateral esquerdo Tiago Barone (Ypiranga-RS), os zagueiros Gustavo (Ponte Preta) e Alexandre (Figueirense), os meias Juninho Cearense (Uberaba-MG), Mateus, Diego Paulista e Rogério, além do atacante Fumaça, todos quatro da Tombense-MG são os outros jogadores que irão jogar pelo clube.

Com os reforços, a equipe pernambucana tenta não fazer feio na competição nacional. Para isso, irá unir todas as suas forças para preparar a nova equipe, faltando apenas um mês para o início do campeonato. "Os jogadores são experientes e estão jogando nos seus respectivos clubes. Estão em ritmo de jogo", afirmou Clebel. "Os trabalhos irão começar no dia 25 de abril e teremos um mês para treinar e visar uma boa colocação na série B".

Vendo a má fase da equipe neste começo de temporada, tanto os torcedores quanto a diretoria não escondem que o principal objetivo do clube do interior de pernambuco é se manter na segunda divisão. Numa competição que reune grandes times do Brasil, as pretensões da equipe não podem ser as maiores. "Queremos permanecer numa boa posição para alcançar o nosso objetivo que é a permanência na Série B", completou Clebel.

Especial para Terra