Fale conosco

 Notícias por e-mail
Gaúcho
Domingo, 17 de abril de 2005, 18h36  Atualizada às 07h13
Na prorrogação, Inter conquista o tetracampeonato
 
Sites relacionados
No terra
» Baixe pôster e cartão dos campeões
Multimídia
Áudio e vídeo
» Maracanã explode com título do Fluminense
» Atacante sai do banco e dá tetra para o Inter
» Atlético vence Coritiba nos pênaltis e fica com o título
» Ipatinga cala o Mineirão e fica com o título
Saiba mais
» Grandes repelem as zebras nas finais dos Estaduais
» Fluminense vence nos acréscimos e é campeão
» Na prorrogação, Inter conquista o tetracampeonato
» Atlético-PR vence nos pênaltis e é campeão
» Ipatinga surpreende Cruzeiro e fica com título
» Vitória conquista o tetracampeonato baiano
» Criciúma vence Ibirama e conquista o Catarinense
» Nos pênaltis, Vila Nova quebra jejum no Goiano
» Fortaleza bate Icasa na prorrogação e é campeão
» Brasiliense goleia Gama e é bicampeão no DF
» Campeão, São Paulo encerra campanha com vitória
» Reservas de Passarella garantem vice-campeonato
» Time misto do Palmeiras empata com Guarani
» Reservas do Santos empatam em Marília
 Últimas de Gaúcho
» Somália é multado no Grêmio por indisciplina
» Inter contrata volante do 15 de Novembro
» Inter quer contratar destaque do 15 de Novembro
» Terceiro goleiro segue como titular do Inter
O Internacional precisou da prorrogação para conquistar o tetracampeonato gaúcho. Neste domingo, em Campo Bom, a equipe colorada venceu o 15 de Novembro por 2 a 1, no tempo extra, depois de ter perdido por 2 a 0 no tempo regulamentar. O árbitro Carlos Eugênio Simon encerrou a partida um minuto antes e antecipou a festa da equipe colorada.

Assista aos melhores lances
Baixe pôster e cartão do Inter

Por ter vencido por 2 a 0 no Beira-Rio, no último domingo, o Inter precisaria de um empate para ser campeão.

A equipe segurou o 0 a 0 até os 32min da etapa final, quando Julio Rodriguez chutou, a bola desviou em Edinho e tirou o goleiro Marcelo da jogada.

Quatro minutos depois, Jacques ampliou o placar para o 15.

No tempo extra, o atacante Souza, que entrou no lugar de Wellington, consagrou-se como o herói do título do Internacional.

Aos 3min do segundo tempo da prorrogação, o atacante marcou de cabeça. No minuto seguinte, Julio Rodriguez acertou um belo chute de fora da área e empatou a partida.

O resultado daria o título ao 15, que jogava pelo empate na prorrogação por ter melhor campanha.

O Inter chegou ao gol do título aos 6min, novamente com Souza de cabeça.

Jogo

O primeiro tempo teve excesso de preocupação com a marcação. Em conseqüência, poucas jogadas de área. Tanto que o primeiro lance de perigo foi acontecer aos 15min, numa escapada de Rafael Sóbis.

O Inter se desprendeu primeiro, com Tinga se aproximando de Fernandão e Jorge Wagner entrando na diagonal, para armar bons lances pelo meio. Aos 17min uma linda tabela entre Tinga e Fernandão quase resultou em gol - o voleio de Fernandão passou rente ao poste direito.

Mas, precisando ganhar, para levar o jogo para a prorrogação, o 15 de Novembro se superou em esforço e passou a dominar. Aos 31, o atacante Jacques, de 1,89m, que foi escalado só para explorar a bola alta, perdeu o gol mais feito: num escanteio da direita, saltou e cabeceou para baixo - a centímetros do poste direito.

Os volantes Edmilson e Perdigão, de bom passe, adiantaram-se, e se aceleraram os deslocamentos. Patrício fez bons cruzamentos. Mas a zaga do time colorado estava firme.

O Inter só voltaria a ameaçar aos 40min, com Fernandão, na segunda trave, cabeceando para uma tumultuada pequena área.

O 15 voltou para o segundo tempo com Luizinho Vieira no lugar de Cadu. O meio-campo ficou mais ofensivo e, a bola, mais trabalhada. Perdigão e Dauri cresceram. Aos 8min, em descuido de Vinicius, Dauri exigiu defesa de André no canto esquerdo.

Aos 13min, Dauri deixou Jacques na cara do goleiro, e o atacante chutou para fora. Dez minutos depois, André quebrou o braço esquerdo num entrechoque com Jacques e foi direto para o hospital.

Entrou o júnior Marcelo Boeck. O time se perturbou. Na primeira bola chutada a gol, aos 31min, com Júlio Rodríguez de fora da área, a bola desviou em Edinho e traiu Marcelo Boeck.

Aos 35min, um minuto depois de o Inter se propor a atacar, com Souza no lugar de Wellington, o 15 de Novembro foi em massa à frente. Jacques passou por Edinho e chutou cruzado no canto esquerdo para marcar 2 a 0.

Com a vantagem psicológica, e lhe servindo o empate, o 15 começou a prorrogação tentando liquidar a fatura. Aos 30s, quase marcou. Como em todo o segundo tempo, o time de Campo Bom marcava bem e, ao recuperar a bola, avançava em massa, trocando passes com qualidade.

Aos 13, cara a cara com Marcelo Boeck, Dauri chutou, e o garoto defendeu.

Aos 3min do segundo tempo, Élder Granja cruzou da direita e Souza cabeceou no canto direito para fazer 1 a 0, mas dois minutos depois Luizinho Vieira pegou um rebote e, de fora da área, mandou no ângulo, marcando um golaço.

Seria o gol do título. Mas, aos 7min, Tinga cruzou da direita e Souza, antecipando-se ao zagueiro, desviou de cabeça para o canto direito. Foi o gol do título.

Com Lancepress!

Ficha Técnica
15 de Novembro 3 x 2 Inter
Equipes

Márcio
Patrício
Marcão
Ediglê
Émerson Ávila Edmilson
Perdigão
Cadu
(Luizinho Vieira) Julio Rodríguez
(Marília)
Jacques
Dauri


Técnico:
Leandro Machado

André
(Marcelo Boeck)
Índio
Edinho
Vinicius
Élder Granja Gavilan
Tinga
Wellington
(Souza)
Jorge Wagner
Fernandão
Rafael Sóbis
(Wilson)

Técnico:
Muricy Ramalho

Gols

31min - 2 º tempo
Júlio Rodrigues

35min - 2 º tempo
Jacques

4min- 2º tempo (P)
Júlio Rodrigues

3min - 2 º tempo (P)
Souza

6min - 2 º tempo (P)
Souza
Cartões Amarelos
Dauri
Jacques
Índio
Vinícius
Jorge Wagner
Local: Estádio Sady Schmidt, em Campo Bom
Árbitro: Carlos Simon

 
Redação Terra