Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Domingo, 1 de abril de 2007, 20h25 

Sem gol mil de Romário, Vasco perde para o Botafogo

EFE

Romário vê time do Botafogo comemorar o gol de Lúcio Flávio
Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Busque outras notícias no Terra:

Romário bem que tentou, mas teve que adiar o milésimo gol na carreira. Para piorar, o Vasco foi derrotado pelo Botafogo por 2 a 0, neste domingo, no Estádio do Maracanã, pela quinta rodada da Taça Rio.

» Eurico: gol mil será em São Januário
» Romário não marca e Botafogo vence clássico
» Veja as fotos da partida
» Veja lista de gols de Romário
» Confira a tabela
» Veja a classificação
» Confira os artilheiros
» Comente o resultado

» Veja as últimas do Botafogo
» Veja as últimas do Vasco

O resultado deixou o Botafogo na liderança isolada do Grupo D, com 12 pontos ganhos. Já o Vasco, apesar da derrota, se manteve na ponta do Grupo C, com 10 pontos, mas desperdiçou a chance de disparar.

Romário teve cinco chances de gol na partida, mas não foi feliz nas conclusões. Em uma delas, o atacante tentou desviar um cruzamento com a mão e levou cartão amarelo na jogada.

Com mais de 59 mil pagantes nas arquibancadas do Maracanã, a partida começou equilibrada, com os dois times adotando a cautela em campo. No entanto, o Botafogo passou a dominar o jogo com o passar dos minutos, marcando bastante o time do Vasco.

Aos 9min, Lúcio Flávio ergue na área, Luciano Almeida desviou no primeiro pau e quase abriu o placar para o Botafogo. A bola desviou no rodapé esquerdo da meta de Cássio.

O Botafogo manteve o domínio na partida e abriu o placar aos 14min. Lúcio Flávio recebeu de Zé Roberto e, com muita liberdade, arriscou de perna esquerda. A bola ainda bateu na trave esquerda de Cássio antes de entrar.

Em vantagem, o Botafogo não diminui o ritmo após o gol. Insatisfeito, o técnico do Vasco, Renato Gaúcho, decidiu mexer no time, colocando o meia Renato no lugar do volante Ives.

Fazendo uma boa partida, o Botafogo quase ampliou aos 32min. Após uma bela trama, a bola sobrou para Joílson. O lateral rolou para o meio da área e Dodô acertou um lindo voleio, mas a bola raspou a trave direita de Cássio e foi para fora.

Aos 37min, Romário tentou desviar um cruzamento com o braço e o árbitro paralisou o lance. Após bastante reclamação dos jogadores botafoguenses, Wagner dos Santos Rosa decidiu aplicar um cartão amarelo para o atacante.

A melhor chance do Vasco na primeira etapa quase entrou para a história. Aos 43min, Júlio César saiu jogando na fogueira e Morais aproveitou a bobeira, deixando Romário de frente para o gol. O camisa 11 bateu de bico, da entrada da área, mas o goleiro fez a defesa.

Ainda em campo após o final do primeiro tempo, Romário expôs sua insatisfação com o resultado. "Estamos meio displicentes na partida. Temos que melhorar para virar o jogo", disse o atacante antes de ir para os vestiários.

A insatisfação de Romário deu resultado, já que o Vasco voltou melhor postado para o segundo tempo. Já o Botafogo, mesmo em vantagem, não conseguia pressionar o adversário como fez na etapa inicial.

Mesmo assim, o time treinado por Cuca quase ampliou o placar aos 4min, quando Zé Roberto chegou no fundo e rolou para o meio de área, mas Jorge Henrique chutou em cima de Cássio e perdeu uma chance de ouro.

Aos 9min, um momento de grande emoção atingiu o Maracanã. Leandro Amaral arrancou pelo meio e tocou para Romário. O atacante invadiu a área e bateu de bico, mas a bola atingiu o lado de fora das redes.

Romário voltou a deixar o Maracanã em êxtase aos 16min, quando recebeu de Abedi pelo lado direito da área e tocou sutilmente por cima de Júlio César, mas a bola subiu de mais e passou por cima do travessão.

O Botafogo respondeu aos 17min. Joílson ganhou escanteio pela direita, Lúcio Flávio levanta na área e o zagueiro Alex desperdiçou a chance de marcar o segundo do alvinegro debaixo do gol do Vasco.

O jogo deu uma esfriada depois das chances, mas nada que tirasse a emoção da partida. O Botafogo ainda teve um jogador expulso aos 37min, quando Joílson cometeu falta sobre Roberto Lopes e levou o segundo cartão amarelo, mas era tarde para uma reação do Vasco na partida.

Ainda teve tempo para o Botafogo marcar o seu segundo gol na partida. Aos 49min, a zaga vascaína parou e Cássio abandonou a meta para combater Zé Roberto, mas o meia driblou o goleiro e tocou no meio da área para Jorge Henrique, que teve a frieza de ajeitar para Túlio. O volante bateu firme e decidiu a partida.

Vasco e Botafogo voltam a campo pela Taça Rio neste domingo. Enquanto o time cruzmaltino jogará contra a Cabofriense, fora de casa, o Botafogo medirá forças com o Nova Iguaçu, no Estádio Edson Passos.

Ficha Técnica
Botafogo 2 x 0 Vasco
Equipes
Júlio César
Joílson
Alex
Juninho
Luciano Almeida
Túlio
Leandro Guerreiro
(Vágner)
Lúcio Flávio
(Juca)
Zé Roberto
Jorge Henrique
Dodô
(André Lima)

Técnico:
Cuca
Cássio
Wagner Diniz
Fábio Braz
Dudar
Sandro
(Thiago Maciel)
Roberto Lopes
Ives
(Renato)
Morais
(Marcelinho)
Abedi
Leandro Amaral
Romário

Técnico:
Renato Gaúcho
Gols
14min - 1° tempo
Lúcio Flávio
49min - 2° tempo
Túlio
 
Cartões amarelos
Joílson
Túlio
Zé Roberto
Jorge Henrique
Dodô
Fábio Braz
Dudar
Ives
Renato
Romário
Cartões vermelhos
Joílson Dudar
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Wagner dos Santos Rosa
Renda e público: R$ 927.450,00 / 59.327 pagantes

Redação Terra