Libertadores 2007

Libertadores 2007

Segunda, 7 de maio de 2007, 00h01  Atualizada às 01h16

Grêmio festeja o título e cutuca o São Paulo

Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Busque outras notícias no Terra:

O Grêmio dá valor aos títulos domésticos, mas sua obsessão é mesmo a reconquista da Libertadores, que ganhou em 1983 e 1995 e, para seu desgosto, foi ganha pelo Inter em 2006.

» Grêmio goleia e é bi
» Baixe pôster do Grêmio
» Envie um cartão do campeão
» Atenda o seu celular ao som do hino do Grêmio
» Comente a conquista

Em todas as entrevistas, o técnico Mano Menezes e os jogadores enfatizaram que é preciso passar pelo São Paulo, quarta-feira no Olímpico.

Em meio à festa, logo depois da volta olímpica, Tuta mostrou todo o seu otimismo para o confronto contra a equipe paulista. "Quarta-feira tem mais", prometeu o centroavante.

O mesmo garantiu Amoroso, que assistiu tudo das cadeiras, por não estar inscrito no torneio estadual.

"Nossa atuação e a força da torcida foram uma prévia para quarta-feira. Espero poder ajudar na classificação para as quartas-de-finais", disse o atacante, que provavelmente continuará na reserva de Carlos Eduardo, para entrar durante a partida.

"Tomara que a gente aproveite essa empolgação como uma força a mais para derrotar o São Paulo", disse o técnico Mano Menezes, sustentando que o fato de o time de Muricy vir mais descansado não será vantagem, justamente por causa do embalo de sua equipe.

O técnico lembrou que o 4 a 0 sobre o Caxias devolveu a confiança, mas afirmou que a conquista do título começou com o gol de empate em 3 a 3, domingo passado em Caxias do Sul, marcado por Tuta nos acréscimos. A seguir, referindo-se às goleadas do Gauchão, disse brincando que alguns gols têm que ser guardados para a Libertadores.

"Nesse torneio, estamos devendo no quesito artilharia. E precisamos marcar dois gols nesta quarta-feira. É outro adversário, outra categoria, e devemos perseguir o objetivo sem expor nossa defesa", disse Mano.

Lancepress!