Rio de Janeiro

› Esportes › Futebol › Estaduais 2008 › Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Domingo, 4 de maio de 2008, 18h02 Atualizada às 21h10

Reservas decidem novamente e garantem o bi ao Fla

Da mesma forma que aconteceu na conquista da Taça Guanabara e no primeiro confronto da final do Campeonato Carioca, no último final de semana, a dupla de ataque reserva do Flamengo, formada por Diego Tardelli e Obina, saiu do banco de reservas neste domingo e garantiu o bicampeonato estadual ao marcar os gols da vitória por 3 a 1 sobre o Botafogo, no Maracanã.

» Veja as fotos de Botafogo x Flamengo
» ESPN 360: assista ao vídeo
» Tenha o hino do Flamengo no celular
» Baixe pôster do Flamengo bicampeão
» Comente o título do Flamengo

Enquanto Tardelli foi o autor do gol que decidiu o primeiro turno do Campeonato Carioca nos acréscimos, contra o mesmo Botafogo, Obina já havia saído do banco no primeiro confronto, no último domingo, e marcado o único gol do jogo.

Com a conquista, o time da Gávea chegou ao seu 30º título estadual e, de quebra, igualou o número de conquistas do Fluminense no regional, maior vencedor até então.

A partida começou bastante movimentada, com as duas equipes tentando o gol nos instantes iniciais. Logo com 7min após o apito inicial, o meia Lúcio Flávio iniciou o confronto com o goleiro Bruno e obrigou o camisa um flamenguista a trabalhar bem depois de cobrança de falta.

A resposta da formação da Gávea veio cinco minutos mais tarde em jogada iniciada por Marcinho. Em velocidade, o atacante avançou pela direita e cruzou rasteiro para Ibson, que apareceu livre na segunda trave, mas não conseguiu finalizar e perdeu boa chance.

Porém, o confronto entre o camisa dez botafoguense e o arqueiro rubro-negro voltou a acontecer aos 22min, quando Lúcio Flávio levantou bola para a área em cobrança de falta, ninguém conseguiu desviar e acabou enganando o goleiro Bruno, que falhou feio no lance.

Em desvantagem no marcador, o time do técnico Joel Santana foi para cima e quase conseguiu o empate em seguida. Após cobrança de falta do meia Ibson e pequena confusão na área alvinegra, Cristian pegou rebote e obrigou o jovem goleiro Renan a fazer boa defesa e salvar o Botafogo.

Porém, na volta do intervalo, mais ofensivo, o Flamengo conseguiu chegar ao empate. Com as entradas dos atacantes Diego Tardelli e Obina nas vagas de Cristian e Ibson, o empate não demorou a sair e incendiou a torcida rubro-negra no Maracanã.

Com apenas 3min jogados na segunda etapa, Juan cobrou falta da meia direita e novamente Obina voltou a ser decisivo ao desviar de cabeça na pequena área e tirar do goleiro Renan. Com o empate no placar, o Botafogo voltou a tentar o empate com o atacante Jorge Henrique, que arriscou forte da entrada da área e obrigou Bruno a se esticar e espalmar por cima da meta, se redimindo da falha no gol alvinegro.

O empate logo no início deixou a partida ainda mais aberta e no minuto seguinte Diego Tardelli quase marca um belo gol. O atacante passou pela marcação e tentou encobrir o goleiro adversário, que se esforçou e conseguiu salvar a virada.

Tentando confirmar o bicampeonato, o Flamengo chegou perto do segundo aos 20min, quando Obina serviu Marcinho dentro da área. Bem marcado, o atacante chutou prensado e viu a bola bater na trave esquerda de Renan. A resposta veio logo em seguida, quando Bruno defendeu um chute de Lucio Flavio que havia desviado na defesa.

Quando o time de General Severiano já estava com dez jogadores, após a expulsão do zagueiro Renato Silva por falta dura em Juan, o Flamengo conseguiu chegar ao segundo com Tardelli e confirmar o título. Aos 36min, o herói da Taça Guanabara recebeu bom passe do lateral-esquerdo e finalizou de primeira para as redes.

No momento em que os atletas reservas já festejavam o título carioca no banco, o time da Gávea conseguiu fechar o placar, novamente com Obina. Aos 46min, Tardelli recebeu no meio, passou por Alessandro e rolou para o maior xodó da torcida flamenguista, que estufou as redes e correu para comemorar o bicampeonato.

Ficha Técnica

Botafogo 1 x 3 Flamengo

Equipes

Renan
Alessandro
Renato Silva
André Luís
Zé Carlos
(Fábio)
Leandro Guerreiro
Túlio
(Edson)
Diguinho
(Adriano Felício)
Lucio Flavio
Jorge Henrique
Wellington Paulista
Bruno
Leonardo Moura
Fábio Luciano
Ronaldo Angelim
Juan
Cristian
(Obina)
Jaílton
Ibson
(Diego Tardelli)
Toró
Marcinho
(Kléberson)
Souza

Técnico:
Cuca

Técnico:
Joel Santana

Gols

1ºT 22min - Lucio Flavio ---------------
2ºT --------------- 3min - Obina
36min - Diego Tardelli
46min - Obina

Cartões amarelos

André Luis
Túlio
Jorge Henrique
Wellington Paulista
Fábio Luciano
Ronaldo Angelim
Toró

Cartões vermelhos

Renato Silva ---------------

Local

Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Luis Antônio dos Santos

Redação Terra

EFE
Herói do título, Obina beija troféu após marcar duas vezes na final
Herói do título, Obina beija troféu após marcar duas vezes na final

Busque outras notícias no Terra