Paranaense

› Esportes › Futebol › Estaduais 2008 › Paranaense

Paranaense

Segunda, 5 de maio de 2008, 13h22

Para Ney Franco, "faltou apenas fazer mais um gol"

A vitória por 2 a 1 sobre o Coritiba foi insuficiente para o Atlético-PR impedir o título do rival, que abriu uma vantagem de dois gols na primeira partida da final do Estadual. O técnico rubro-negro, Ney Franco, acredita que seu time foi melhor em campo, mas não conseguiu marcar o terceiro gol, que mudaria a história.

» Veja as últimas do Atlético-PR

"Não acho que foi um jogo equilibrado, conseguimos fazer 2 a 0. E o que faltou foi fazer mais um gol. Acho que os dois jogos da final foram bem disputados", afirmou o comandante, lamentado o resultado. "Não tivemos a mesma competência quando a coisa se encaminhava para a prorrogação e não conseguimos fazer o terceiro gol", completou.

Para ele, o gol de Henrique Dias foi uma ducha de água fria e as substituições não surtiram mais o efeito desejado. "Estávamos ganhando de 2 a 0 e próximos de fazer o terceiro. Tomamos o gol e forçosamente tivemos que fazer mudanças, que não acrescentaram na parte ofensiva. Mas mesmo assim criamos oportunidades de gol. As substituições não surtiram efeito e a equipe ficou fragilizada", analisou.

O treinador garante que não se arrepende de nada, já que viu equilíbrio nos dois jogos da final. "Acho que o primeiro jogo teve uma história. E dentro dessa história eu estou tranqüilo. Eu revi três vezes o primeiro jogo e nós criamos muitas oportunidades de gol. Não me arrependo das substituições e das escalações. Fizemos uma boa final contra o Coritiba", concluiu.

Gazeta Press

Busque outras notícias no Terra