0

Eto'o abre portas para futebol brasileiro e diz: "Obina é melhor"

22 dez 2015
19h59
  • separator
  • 0
  • comentários

Demonstrando simpatia e humildade em sua passagem pelo Brasil para disputar o clássico de Ribeirão Preto, entre Comercial e Botafogo, Samuel Eto’o fez coro a um canto que já foi comum em estádios daqui a seu respeito. O camaronês assistiu a vídeos de lances do brasileiro e disse: “Obina é melhor que eu”.

“Fico feliz com a brincadeira. Dois brasileiros já haviam me contado: Ronaldinho e David Luiz, que ainda me mostrou um vídeo de 50 mil pessoas cantando isso no estádio. Dizem que Obina é um cara incrível, vem de família humilde e é trabalhador. Então, quando quiser, está convidado para jantar e conversar”, disse o astro africano à ESPN.

Obina viveu seu auge de futebol e folclore no Brasil entre os anos de 2005 e 2010, período no qual defendeu o Flamengo e o Atlético-MG. E, por coincidência, o Rubro-Negro quase foi o destino de Eto’o em 2014, mas o camaronês comentou que uma proposta da diretoria do clube carioca “infelizmente não deu certo”. No início deste ano, seu nome também chegou a ser especulado no São Paulo.

Atualmente com 34 anos, o africano defende o Antalyaspor, da Turquia, e faz questão de deixar as portas abertas para uma possível passagem pelo futebol brasileiro no futuro.

“Nunca se sabe o que pode acontecer amanhã. Sigo gostando de jogar futebol. Quem diria que eu ia jogar na Turquia, na Rússia... Houve oportunidades, eu fui. Adoraria jogar aqui, principalmente pela torcida, que é o mais importante”, declarou.

O atacante tem, na noite desta terça-feira, portanto, uma amostra de como seria atuar no Brasil, uma vez que disputa um dos clássicos mais tradicionais do estado de São Paulo: o Come-Fogo. E aproximadamente um tempo por cada time.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade