ManagerZone
Crie seu próprio time de futebol
Administre uma equipe e desafie seu amigos na Internet!
Leia mais

Copa da UEFA
Quarta, 16 de maio de 2007, 18h26 
Nos pênaltis, Sevilla fatura bi da Copa da Uefa
 
Reuters
Adriano fez o primeiro gol do Sevilla nesta quarta
Adriano fez o primeiro gol do Sevilla nesta quarta
 Últimas de Copa da UEFA
» Uefa nega que Eurocopa de 2012 será realizada na Espanha
» Segurança falha e fãs "invadem" hotel da Seleção
» Torcedores fazem festa na chegada do Sevilla à Espanha
» Atacante diz que Espanyol é "campeão moral"
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O Sevilla garantiu nesta quarta-feira o bicampeonato da Copa da Uefa. O time levou a melhor na final diante do Espanyol, nos pênaltis, por 3 a 1, após empate por 2 a 2 no tempo normal e na prorrogação. A decisão foi disputada em Glasgow, na Escócia.

» Veja fotos da decisão
» Veja fotos da torcida

O Sevilla saiu na frente ainda na etapa inicial, aos 18min. O lateral brasileiro Adriano, ex-Coritiba, conseguiu uma bela arrancada pela esquerda, invadiu a área e tocou na saída do goleiro para abrir o placar.

A vantagem do Sevilla, no entanto, durou apenas dez minutos. O Espanyol conseguiu o empate aos 28min com Riera, em um chute de fora da área. A bola ainda desviou na defesa, tirando qualquer chance de defesa para o goleiro Palop.

No segundo tempo, os dois times tentaram fazer alterações para chegar ao gol, que daria o título da segunda competição mais importante da Europa. No Sevilla, o técnico Juande Ramos apostou no russo Kerzhakov em lugar de Luís Fabiano, enquanto que Renato substituiu o também brasileiro Adriano. Do lado do Espanyol, quem entrou foi Jônatas, em substituição a De la Peña.

No entanto, mesmo com as mudanças, Sevilla e Espanyol não conseguiram sair do zero e tiveram que jogar a prorrogação. A equipe de Barcelona, no entanto, teve que entrar no tempo extra com um jogador a menos, já que Moisés foi expulso ainda durante o tempo normal.

Com a vantagem numérica em campo, o Sevilla começou a prorrogação pressionando o adversário, mas o gol saiu apenas aos 15min da etapa inicial do tempo extra. Jesus Navas recebeu na direita de Renato e cruzou rasteiro para Kanouté desviar para o gol.

No segundo tempo da prorrogação, o Espanyol pouco conseguiu ameaçar o gol de Palop. No entanto, em uma das poucas chances que teve, conseguiu marcar o gol do empate. O brasileiro Jônatas, aos 10min, igualou o confronto com um chute de fora da área, deixando a definição do troféu para os pênaltis.

Nas cobranças, o time de Sevilha foi mais eficiente e conseguiu converter três das quatro penalidades, com Kanouté, Dragutinovic, e Puerta. Daniel Alves desperdiçou o outro pênalti.

O Espanyol, por sua vez, só conseguiu converter com Pandiani. Luís García, Jônatas e, por último, Torrejon tiveram suas cobranças defendidas por Palop, resultado que deu o título ao Sevilla.

Com a conquista da Copa da Uefa, o Sevilla iguala o Real Madrid como os únicos times a conquistarem por duas vezes seguidas a competição continental. No entanto, a chance do tri, em princípio, está descartada, já que o Sevilla deverá garantir uma vaga na próxima Copa dos Campeões da Europa - atualmente é o terceiro colocado do Campeonato Espanhol.

A chance do terceiro título seguido da Copa da Uefa só seria possível se caso o Sevilla fosse eliminado na terceira fase preliminar ou ficasse em terceiro na fase de grupos da próxima Copa dos Campeões.
 

Redação Terra