Português
Sexta, 9 de maio de 2008, 12h53  Atualizada às 13h39
Punido, Boavista é rebaixado em Portugal
 
 Últimas de Português
» Após tentativa do Santos, Léo renova com Benfica
» Brasileiro do Porto é suspenso por 3 meses
» Porto contrata lateral argentino do Lanús
» Zico é descartado para o comando do Benfica
Busca
Busque outras notícias no Terra:

O Comitê de Disciplina da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFL) condenou o Boavista a disputar a segunda divisão na próxima temporada. A investigação, que ficou conhecida com o nome de Apito Final, também puniu o Porto, União Leiria, dirigentes dos clubes e árbitros.

Ricardo Costa, presidente do Comitê de Disciplina da LPFL, disse que provado a coação dos dirigentes do Boavista sobre a arbitragem em pelo menos três jogos da temporada 2003/04 do Campeonato Português. Além do rebaixamento imediato para a segunda divisão do país, o Boavista foi multado em 180 mil euros e o seu presidente, João Loureiro, suspenso do futebol por quatro anos.

O Porto, por sua vez, perdeu seis pontos na atual edição do Campeonato Português por conta de tentativas comprovadas de suborno a árbitros durante a mesma temporada. O clube terá ainda que pagar uma multa de 150 mil euros e o seu presidente, Pinto da Costa, foi suspenso por dois anos.

Matematicamente rebaixado para a segunda divisão portuguesa na próxima temporada, o União Leiria também foi punido com a perda de três pontos e mais uma multa de 40 mil euros por conta de uma tentativa de corrupção antes de um jogo contra o Belenenses, ainda na temporada 2003/04. O presidente do clube, João Bartolomeu, recebeu suspensão de um ano.

Árbitros envolvidos nos casos também foram punidos pela LPFL. Augusto Duarte, acusado de tentativa de corrupção no jogo entre Beira-Mar e Porto, também em 2004, foi quem recebeu a pena mais dura: seis anos de suspensão.
 

EFE

Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.