0

Federação Alemã de Futebol inicia campanha voltada para atletas homossexuais

17 jul 2013
10h55

A Federação Alemã de Futebol iniciou uma intensa campanha nesta quarta-feira para que os atletas homossexuais sua orientação sexual publicamente, no mesmo dia que a ministra da Justiça, Sabine Leutheusser-Schnarrenberger, convidou a seleção masculina a desfilar no Dia do Orgulho Gay.

"Futebol e homossexualidade" é o nome do programa, lançado no site da federação. Além disso, uma cartilha, com 27 páginas, com subtítulo "Mais que um jogo", foi distribuída. A publicação contém orientações e fornece indicações de auxílio.

O responsável pelo conteúdo é o especialista em comportamento de torcedores e violência nos estádios, Günter Pilz.

"Qualquer jogadores, seja do Campeonato Alemão ou das ligas regionais, que assuma sua homossexualidade pode contar com nosso apoio", disse o presidente da Federação Alemã, Wolfgang Niersbach.

A entidade, assim, impulsiona uma iniciativa que começou na gestão anterior. A intenção é levar para "dentro dos gramados", um assunto que cada vez menos é considerado tabu na Alemanha, inclusive em altos cargos da vida pública.

Hoje, a revista "Sport Bild" publicou declaração da ministra da Justiça do país que aposta na participação do técnico Joachim Löw e dos demais jogadores da seleção masculina de futebol no tradicional desfile de Christopher Street Day, como é conhecido o Dia do Orgulho Gay alemão.

"Uma participação dessa grandeza, seria fantástica", disse Sabine Leutheusser-Schnarrenberger.

EFE   
publicidade