7 eventos ao vivo

Figueira terá de quebrar série invicta da Chape para chegar à final

29 abr 2013
14h31
atualizado às 16h54

O Figueirense terá uma missão ingrata para chegar à final do Campeonato Catarinense. Com o empate por 1 a 1 no jogo de ida da semifinal, no Orlando Scarpelli, os alvinegros precisarão derrotar a Chapecoense no Índio Condá. Além do apoio da torcida, os comandados de Adilson Batista precisarão jogar contra um tambu: a última derrota da Chape em casa foi há mais de cinco meses, no dia 17 de novembro de 2012, contra o Oeste, pela semifinal da Série C do Campeonato Brasileiro.

Wilfredo Brillinger, presidente do Figueira, tem total convicção de que a equipe quebrará a marca e conquistará a vaga para a decisão. "Nós vamos virar lá em Chapecó. Tenho certeza disso".

Depois da partida do último sábado, Adilson Batista disse acreditar em uma postura diferente da Chapecoense na partida de volta.

"Eu acho que o adversário não vai jogar desse jeito lá. Eles entraram para neutralizar, marcar e destruir. O volume de jogo foi nosso e infelizmente o resultado não foi o esperado, mas ainda temos mais 90 minutos lá", disse Adilson.

O comandante do Figueira tem um desfalque certo para o jogo decisivo: o meia Tinga levou o terceiro cartão amarelo em Florianópolis, e não poderá entrar em campo. Douglas, Wellington Saci e Botti, que ficaram fora da primeira partida por contusão, serão reavaliados durante a semana, e não tem presença garantida.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade