2 eventos ao vivo

Governo brasileiro se reúne com Evo Morales por corintianos presos

2 mar 2013
16h46
atualizado às 17h08

Antonio Patriota, ministro das relações exteriores do Brasil, reuniu-se neste sábado com o presidente da Bolívia, Evo Morales, em La Paz (BOL). Entre diversas questões entre os dois países, foi abordada a situação da morte do garoto Kevin Espada, em jogo entre San José e Corinthians, pela Libertadores, e a consequente prisão de 12 corintianos em Oruro (BOL).

Patriota garantiu que o Governo brasileiro está à disposição para ajudar nas investigações do caso e quis também se colocar à frente da situação dos torcedores na prisão na Bolívia.

- O Governo brasileiro quer cooperar com a Bolívia para determinar as responsabilidades de cada um. Também disse para as autoridades bolivianas a importância de garantir o pleno direito de defesa aos brasileiros e condições dignas no cárcere - disse o ministro.

A expectativa dos brasileiros presos na Bolívia é que sejam liberados na próxima semana. As autoridades bolivianas, no entanto, ainda apuram os fatos para tomar uma decisão. A delegada do caso, Abigail Saba, já afirmou ter dúvidas sobre a versão do menor H.A.M., de 17 anos, que se entregou à Vara da Infância e da Juventude, em Guarulhos, na última segunda-feira, admitindo ser o autor do disparo do sinalizador que matou Kevin.

Protesto

Neste sábado, as organizadas do Corinthians se reuniram em frente ao Consulado Boliviano, na região da Avenida Paulista, para protestar contra a permanência dos 12 corintianos na prisão de Oruro.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade