0

Grêmio alcança recorde de passes errados em derrota para o Coritiba

9 ago 2013
12h22
atualizado às 12h50
  • separator
  • 0
  • comentários

O Grêmio estabeleceu um recorde negativo na derrota para o Coritiba por 1 a 0 na última quinta-feira. Os comandados de Renato Gaúcho erraram 53 passes no revés para a equipe paranaense. O número chamou a atenção do presidente Fábio Koff e coube ao técnico Renato Gaúcho tentar explicar as razões para o desempenho em um quesito tão importante.

<p>Renato Gaúcho não gostou de passes errados gremistas</p>
Renato Gaúcho não gostou de passes errados gremistas
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

"Não é de se admitir erros de passes tantos quanto cometeu o Grêmio. Erros de passes de dois metros, três metros. Isso mostrou uma certa insegurança, ansiedade do atleta", disse Koff.

O número chama a atenção se comparado com a média do Grêmio de passes errados: 35,75 por jogo. No último domingo, no Gre-Nal 397, o mesmo time tricolor havia errado apenas 27 passes. Segundo Renato, os seus jogadores tinham sido alertados sobre a necessidade de se evitar algo tão nocivo.

"Havia falado com eles na preleção, que, principalmente no meio de campo, iriam ter vários jogadores adversários. E ali é um setor do campo em que você tem que pensar rápido. Dominar e tocar, dominar e tocar. Se você esperar um pouco mais, o adversário vem, te marca e te toma a bola e marca os seus companheiros", destacou o treinador, antes de citar outra possível causa para tantos erros de passes:

"Talvez a gente tenha demorado um pouquinho para se deslocar, abrir espaços para receber a bola, ou de repente, acredito que tenha sido isso, aceitamos muito a marcação do Coritiba, que foi boa, e isso dificultou os passes", definiu.

 

Fonte: Lancepress! Lancepress!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade