0

Índios e governo tentam acordo pelo antigo Museu do Índio

21 mar 2013
15h46

A manhã foi tensa no antigo Museu do Índio, no entorno do Maracanã. Terminou nesta quinta-feira o prazo dado pela Justiça de 72 horas para que os índios desocupassem o prédio. A partir de então, o governo pode fazer valer o mandado de imissão de posse do antigo Museu.

Cerca de 150 pessoas, entre índios e simpatizantes, estão no local. A simples passagem de duas motos do Batalhão de Choque fez os ânimos se acirrarem, logo no início da manhã, quando o discurso ainda era de resistência pacífica.

- Tem um grupo que quer resistir, mas a maioria aceita um acordo com o governo, se não for para ir para o hotel. Pelo meu povo, eu fico aqui até o final. Sei que a situação pode ser perigosa, mas eu sou um cidadão, não um bandido - disse Afonso Apurinã, representante da etnia Apurinã, do Amazonas.

A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos do governo do Estado ofereceu no início da semana que os cerca de 20 índios que hoje vivem no local ficassem em um hotel no Centro do Rio, enquanto o Centro de Referência Indígena na Quinta da Boa Vista não ficasse pronto. Esta proposta foi rechaçada pelo grupo.

- Não há a menor condição deles ficarem lá. Aquilo é um hotel onde pessoas sem teto passam a noite, não é um local para eles ficarem confinados. Não tem como prender índios em um quarto de 10 metros quadrados - disse o defensor público da União, Daniel Macedo.

Macedo chegou ao antigo Museu por volta do meio-dia para fazer a mediação entre a Secretaria e os índios. Depois de deliberarem por quase uma hora, eles aceitaram conversar com o governo. Cinco representantes de diferentes etnias vão se reunir nesta tarde com o secretário de Assistência Social, Zaqueu Teixeira, e a subsecretária Andréa Sepúlveda.

O deputado estadual Geraldo Pudim (PR-RJ) também participou da reunião na Aldeia Maracanã, como o local foi rebatizado, e ficará acampado lá para garantir que se a polícia for chamada não use violência para a remoção dos índios.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade