0

Inglaterra faz o simples, humilha San Marino, mas segue em segundo

22 mar 2013
19h04
atualizado às 19h39

A pior seleção do mundo segundo a Fifa novamente falhou em sua tentativa de conquistar um ponto ou mesmo marcar seu primeiro gol nas Eliminatórias Europeias da Copa do Mundo de 2014. Mesmo jogando no estádio Olímpico de Serravalle, com capacidade para sete mil torcedores, San Marino foi humilhada pela Inglaterra, que lançou seus titulares e não perdoou, goleando por 8 a 0.

Mesmo com a vitória, a Inglaterra segue na segunda colocação do Grupo H, mas agora somando dez pontos na tabela de classificação. Montenegro, grande surpresa da primeira fase, conseguiu vencer a Moldávia por 1 a 0 e avançou para 13 com um gol marcado por Vucinic, aos 35 minutos do segundo tempo.

Em outubro do ano passado, os ingleses já haviam derrotado os enfraquecidos rivais por 5 a 0 e não demoraram a desequilibrar a partida desta sexta-feira e inaugurar a vantagem. Depois de boa defesa de Simoncini em erro defensivo de San Marino e chute rasteiro de Lampard, a Inglaterra abriu a contagem aos 12 minutos do primeiro tempo, quando o zagueiro Dellavalle se antecipou à chegada de Rooney em cruzamento feito na área e atirou contra as próprias redes, aumentando o já combalido saldo de gols do time da casa.

Em busca do segundo gol diante de um adversário totalmente recuado, a Inglaterra só ampliou aos 28, quando Alex Oxlade-Chamberlain começou a jogada pela direita, tabelou com Rooney e apareceu para concluir. Cinco minutos depois, em nova jogada trabalhada por Chamberlain e Rooney, Dellavalle voltou a falhar e Defoe marcou o terceiro gol dos visitantes.Marcantes no campo de ataque e respeitando seus adversários, os comandados de Roy Hodgson aumentaram o ritmo e definiram a vantagem com gols marcados aos 38 e aos 41 do primeiro tempo: o quarto gol saiu com chute forte de Ashley Young, na entrada da área, e o quinto em jogada pelo lado esquerdo do ataque, com lançamento de Baines e gol de Lampard. Ao todo, na etapa inicial, a Inglaterra finalizou 15 vezes contra nenhuma de San Marino. Dos 15 chutes, sete foram em direção ao gol de Simoncini e cinco entraram.

Para o segundo tempo, a Inglaterra seguiu jogando em ritmo de treino, sem pretensões de abrir uma goleada histórica, mas encontrando facilidades para aumentar o placar. Logo aos oito minutos, Rooney bateu falta com precisão, na entrada da área, e Simoncini não alcançou. Com Sturridge, Leon Osman e Scott Parker acionados por Roy Hodgson, o placar foi ampliado apenas aos 25, quando Young levantou a bola na área e Sturridge não enfrentou oposição alguma para chegar dando de cabeça e marcar o sétimo.

Aos 31 minutos do segundo tempo, mais um para a conta dos ingleses, com a mesma facilidade dos seis anteriores: Walker avançou pela direita e cruzou no meio da área. Sem marcação próxima, Defoe completou para o fundo das redes de Simoncini, completando a goleada dos visitantes e colocando ponto final no sofrimento dos presentes em Serravalle.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade