0

Inter diminui preço e sócio pode pagar ingresso de R$ 10 em Caxias

16 abr 2013
16h52

A partida é decisiva. E o Internacional espere que sua torcida crie um clima para tal, mesmo em Caxias do Sul. O clube gaúcho diminuiu o preço dos ingressos para tentar atrair público para o Estádio Centenário nas quartas de final, no duelo com o Lajeadense, às 16h de domingo. O mais barato custa R$ 10.

A intenção é diminuir os gastos dos associados que tinham a rotina de estádio em Porto Alegre e facilitar a vida dos sócios do interior do estado. O Sócio Campeão do Mundo, que paga mensalidade de R$ 26, pode comprar entradas para arquibancada popular por R$ 10, para arquibancada central por R$ 15 e para as cadeiras por R$ 25. Já o Sócio Nada Vai Nos Separar pagará R$ 17 pela arquibancada popular, R$ 25 pela central e R$ 43 pela cadeira. Para os torcedores em geral, os preços são R$ 20, R$ 30 e R$ 50, respectivamente.

A venda dos ingressos, chamados de 'populares' pelo site oficial do clube gaúcho, começarão na quinta-feira, pela Internet. Os públicos decepcionantes do Campeonato Gaúcho como um todo preocupavam a diretoria de futebol colorada, que achou nesta alternativa a maneira de tentar reaproximar o colorado do time, ainda que longe do Beira-Rio.

O local das partidas do Inter tem sido alvo de constante debate no Rio Grande do Sul. Os gaúchos firmaram uma parceria com o Caxias para uso do Centenário. Alguns jogadores revelaram preferência por jogar no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo, mais próximo de Porto Alegre. D'Alessandro, nesta terça-feira, 'chamou a atenção' dos colegas que falaram publicamente sobre o assunto e pediu vestiário blindado.

O LANCE!Net fez uma série de reportagens especiais sobre a média de públicos nos Estaduais. O Gauchão teve inúmeros jogos que nem completaram os três dígitos. O preço dos ingressos era um dos pontos levantados. O pouco conforto dos torcedores também. O jogo de maior expressão em Caxias do Sul, o Gre-Nal das quartas de final da Taça Piratini, acabou com público de pouco mais de 10 mil pessoas.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade