0

Bayern, a temporada de todos os recordes

25 mar 2014
21h11

O Bayern de Munique sagrou-se campeão alemão pela 24ª vez da sua história nesta terça-feira, com vitória por 3 a 1 no campo do Hertha Berlim, numa temporada em que vem batendo todos os recordes.

Depois dos 25 recordes quebrados na era Jupp Heynckes (2011-2013), a equipe comandada pelo técnico espanhol Josep Guardiola pode levar o Bayern a outro patamar.

Ao garantir o título com sete rodadas de antecedência, o time bávaro tornou-se o campeão mais rápido de todos os tempos na Bundesliga. O recorde anterior pertencia justamente a Heynckes (6 rodadas de antecedência).

Com o título nacional em mãos, o time ainda tem muitos desafios pela frente. Um dos principais é a maior série invicta entre os cinco maiores campeonatos europeus (Alemanha, Espanha, Inglaterra, França e Itália).

Os bávaros não perdem a 52 jogos na Bundesliga, e precisam manter a invencibilidade até o fim da competição (7 partidas) para se igualar ao Milan de Fabio Capello (59 jogos invictos entre 1991 a 1993). Se conseguir esta façanha, seria campeão invicto, coisa que Heynckes não conseguiu.

O Bayern também pode bater recorde de pontos somados em uma temporada (91), de gols marcados (101) e sofridos (18), além da diferença para o segundo colocado (25).

Faltando sete jogos para o fim da competição, o time soma 77 pontos (pode encerrar a temporada com 98 pontos com 100% de aproveitamento), 79 gols marcados e apenas sete sofridos, além de já manter 25 pontos de vantagem sobre o vice-líder Borussia Dormund.

O goleiro Manuel Neuer é o jogador mais utilizado por Guardiola, perdendo apenas uma partida, contra o Hannover, no dia 23 de fevereiro.

Entre os jogadores de linha, os laterais foram os mais acionados. O austríaco David Alaba somou o maior tempo de jogo efetivo (2013 minutos, perdendo quatro partidas) e o brasileiro Rafinha foi o atleta que disputou o maior número de partidas (26 de 27).

ARTILHARIA. O atacante croata Mario Mandzukic é o artilheiro isolado Bundesliga, com 17 gols marcados, mesmo começando algumas partidas no banco, quando Guardiola resolveu escalar Mario Götze como 'falso 9'. Seguem Thomas Müller (12) e o holandês Arjen Robben (10). O francês Franck Ribéry balançou as redes nove vezes e é o líder da equipe em assistência (10).

4: número de pontos que o clube deixou escapar desde o início da temporada, com empates com Freiburg e Bayer Leverkusen.

5: Número de títulos que Guardiola pode abocanhar logo na sua primeira temporada no comando do Bayern. Ele já faturou a Supercopa da Europa em agosto, o Mundial de clubes em dezembro e a Bundesliga nesta terça-feira. Ainda falta levantar os troféus da Liga dos Campeões (disputará as quartas de final contra o Manchester United) e a Copa da Alemanha (enfrentará o Kaiserslautern nas semifinais) para repetir a 'tríplice coroa' conquistada por Heynckes na temporada passada.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade