0

Brasileiros recebem Kaká no Real Madrid

30 jun 2009
20h29

No embalo da conquista da Copa das Confederações, os brasileiros foram em peso acompanhar a chegada do jogador Kaká ao Real Madrid na tarde hoje. Munidos com a bandeira verde e amarela ou camisas de clubes de futebol como São Paulo, Palmeiras e Flamengo, muitos brasileiros residentes em Madri comemoraram a chegada do compatriota ilustre à cidade.

» Veja fotos da apresentação de Kaká
» Torcida lota estádio para ver Kaká
» Kaká chega a Madri e tira fotos com torcida
» Kaká é apresentado no Real Madrid
» Kaká chega ao Real como o "brasileiro perfeito"
» "Kakazetes" organizam encontro para ver Kaká
» Opine: Kaká dará certo no Real?

Especiais:

» Brinque de presidente do Real e monte o novo time de galácticos
» Saiba quem é o milionário que traz craques ao Real
» Seis anos depois, Pérez recria o Real galáctico
» Pérez é corajoso, diz braço-direito de Luxemburgo
» ESPN: veja gols de Kaká no Milan e São Paulo

Cerca de 100 mil brasileiros vivem na Espanha, a maioria em Madri, formando uma colônia relativamente discreta em comparação a comunidades maiores, como a de romenos e equatorianos, que somam mais de 1,5 milhão de pessoas.

"O Kaká é uma pessoa humilde e mostra um lado muito bom do nosso país aqui", diz a baiana Tarcísia Gomes, que trouxe os dois filhos para conferir a chegada de Kaká ao Real Madrid. Seu filho mais novo, João Vitor, treina na Fundação Real Madrid e veio ao Santiago Bernabéu na esperança de conseguir um autógrafo do ídolo. "Você acha que eu perderia a chance de ver o jogador mais lindo do mundo?", diz a irmã Daniela, de 16 anos.

Também animados com a contratação, o paranaense Tom Molina e o mato-grossense Mike Moreira foram até a porta do estádio do Real Madrid. O primeiro, palmeirense, e o segundo, corintiano, ambos há mais de três anos vivendo na Espanha, discordam do efeito "Kaká" no futebol local. "Não acho que dois grandes nomes mudem totalmente o estilo do Real Madrid", palpita Moreira, fã confesso do Barcelona. Já Molina pensa diferente: "Será uma briga boa, o campeonato espanhol ficará mais equilibrado", analisa.

A curiosidade pela chegada do craque brasileiro atraiu até quem estava de passagem, caso de Luciana Lin, paulistana em férias com os três filhos pela capital espanhola. "Vínhamos da Itália e aproveitamos para tentar ver o Kaká", explica.

O mineiro Ernani Aparecido Mendes acha que Kaká chega em boa hora, justo quando a Espanha sentiu a desclassificação para os Estados Unidos na Copa das Confederações. "Os espanhóis contam muito papo e se acham favoritos para a Copa do Mundo. Com essa derrota, passaram a valorizar a seriedade do nosso futebol", comenta.

Brasileiros foram prestigiar a apresentação de Kaká
Brasileiros foram prestigiar a apresentação de Kaká
Foto: Arnaldo Comin / Especial para Terra
Fonte: Especial para Terra
publicidade