2 eventos ao vivo

Com medo do ebola, Celta pede volta de meia do Gabão

9 out 2014
11h32
atualizado às 11h46
  • separator
  • comentários

O Celta de Vigo solicitou à Federação Gabonesa de Futebol o retorno do meio-campo Levy Madinda, convocado para a seleção, por temer que o jogador possa ser infectado com o vírus do ebola. O pedido foi rejeitado pelos africanos.

Madinda está no Gabão para defender seleção local
Madinda está no Gabão para defender seleção local
Foto: Denis Doyle / Getty Images

"O clube entrou em contato com a Federação do Gabão para perguntar sobre a possibilidade de retorno do Levy a Vigo, mas eles disseram que não é possível", informaram fontes do clube presidido por Carlos Mouriño.

É o segundo caso parecido motivado por causa do surto da doença na África. Ontem, o meia-atacante Lass Bangoura, do Rayo Vallecano, deixou a concentração da seleção de Guiné, no Marrocos, retornando para Madri, na Espanha.

"O Rayo não me pediu nada. A decisão foi minha porque meus companheiros de clube estavam preocupados. Quando terminei o treino (pela seleção) falei com o técnico, fui comprar a passagem para voltar e disse para as pessoas aqui que é mentira que eu, ou alguém de minha seleção, tenha ebola", disse o atleta em entrevista coletiva ontem.

Madinda foi convocado para atuar pela seleção do Gabão em duas partidas da fase classificação para a Copa da África ambas contra Burkina Fasso.

EFE   
  • separator
  • comentários
publicidade