0

Estudo diz que Kaká pode ser o novo Beckham do Real

10 jun 2009
17h55
atualizado às 18h21
  • separator

Segundo um estudo realizado pela agência internacional de marketing esportivo Weber Shandwick Sport, Kaká renderá ao Real Madrid cerca de 75 milhões de euros ao ano (R$ 221 milhões).

» Elogiado, santista pede para jogar no Milan
» Presidente do Real admite ficar sem Ribéry
» Robinho manda indireta para o Barcelona
» Roma quer tirar Trezeguet da Juventus

A chegada dele provocará um notável crescimento nas vendas de camisas, de ingressos para os jogos e das cifras dos contratos do Real Madrid em relação aos patrocínios e partidas amistosas. Na segunda-feira, dia 8, em que confirmaram a venda do Kaká e colocaram camisas com o nome do craque (sem número ainda) nas lojas oficias do clube, em apenas duas horas já era a camisa mais vendida do dia.

Para Weber Shandwick Sport, o jogador brasileiro poderia ocasionar um fenômeno comercial parecido com o que aconteceu na chegada de David Beckham em 2003. Essa é a idéia principal do recém-empossado presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, que paga muito por jogadores que vão render muito ao clube.

Apenas cinco meses após a compra de Beckham, o Real já havia arrecadado 10 milhões de euros (R$ 29 milhões) com venda de camisas. Esse é mesmo valor arrecadado com a venda de camisas de todos os outros na época, atletas como: Ronaldo, Roberto Carlos, Zidane, Figo e Raúl.

Outro fato que pode contribuir a favor do Real é o boicote formado pelos torcedores do Milan, ex-clube de Kaká, que declararam que não vão mais comprar os carnês de ingressos para os jogos do time rubro-negro, e pior, estarão em peso na estreia do meia pelo Real Madrid, no Santiago Bernabéu.

Fonte: Lancepress!
publicidade