PUBLICIDADE

Meio-campista, Adriano tenta brilhar na Seleção como lateral

15 fev 2009 - 15h40
Publicidade

Entre as discussões por Amauri, a surpresa com Felipe Melo e a volta de Ronaldinho, a convocação de Adriano Correia à lateral-esquerda da Seleção Brasileira, para o amistoso contra a Itália, passou quase despercebida. Mais ainda, pois o jogador do Sevilla, revelado pelo Coritiba, não teve oportunidade de atuar ao longo da partida, em que Marcelo, do Real Madrid, jogou como titular.

» Veja fotos de Adriano

Destaque do Sevilla, terceiro colocado no Campeonato Espanhol, Adriano Correia executa função diferente há algum tempo: meio-campista, atua pelo lado esquerdo do meio-campo, setor em que as obrigações defensivas são menores, seja no 4-4-2 ou no 4-2-3-1, esquemas utilizados pelo treinador Manolo Jiménez.

Em entrevista exclusiva ao Terra , Adriano garante não ter dificuldades para retornar à lateral, que é sua posição de origem, e espera se firmar em um setor onde Dunga parece não ter convicções: além dele, Kléber, Marcelo, Juan, Gilberto, Richarlyson e Carlinhos já foram testados.

Confira a entrevista na íntegra:

Terra: Você tem efetivamente atuado como meio-campista há muito tempo. Que dificuldades você tem em retornar à lateral pela Seleção?
Adriano: A lateral esquerda é minha posição de origem, onde ainda jogo por algumas vezes no Sevilla, e não terei problemas de adaptação. Foi atuando nessa função que fui convocado pela primeira vez e que ganhei destaque atuando no Coritiba. Estou muito motivado e preparado para as oportunidades.

Terra: Como você avalia o seu atual momento no Sevilla?
Adriano: Esse ano tem sido muito bom para mim. Não tive nenhuma lesão, pude fazer uma excelente pré-temporada e isso foi fundamental para que eu pudesse render o meu melhor. Estou conseguindo marcar gols, fazer boas partidas e acredito que esse tenha sido o motivo pelo qual fui chamado novamente para a Seleção Brasileira.

Terra: Como você pretende mostrar ao Dunga que pode ser o jogador certo para a lateral-esquerda?
Adriano: Sei da minha capacidade e que tenho condições de estar aqui. Se tiver uma oportunidade de jogar, vou tentar fazer o meu melhor. Para jogar na Seleção Brasileira é preciso ter um espírito guerreiro, saber que está representando milhões de pessoas. Somente dessa maneira é possível conquistar a confiança de todos.

Meu objetivo era voltar a ser lembrado e convocado para a Seleção para continuar com minha meta de disputar a Copa do Mundo de 2010. Agora que isso aconteceu, meu objetivo é ter um bom desempenho para merecer uma continuidade na Seleção.

Terra: Você se sente mais confortável atuando no meio-campo, sem precisar marcar tanto?
Adriano: Para mim, isso funciona da mesma maneira, porque também tenho a obrigação de marcar no esquema que o técnico Manolo Jiménez me escala na maioria das vezes no Sevilla. Eu me sinto à vontade atuando das duas formas. Tenho facilidade para exercer outras funções em campo e não terei nenhum tipo de problema em atuar novamente na lateral.

Terra: Qual meta o Sevilla tem para essa reta final de temporada? Ainda dá para buscar o Barcelona na liderança?
Adriano: Nosso objetivo maior nesse momento é conseguir a classificação para a Copa dos Campeões. O Barcelona está com o título bem encaminhado, mas enquanto houver esperança, vamos batalhar. Estamos vivendo um excelente momento na Copa do Rei, prestes a conquistar a vaga uma vaga na final. Se superarmos o Atlético de Bilbao, devemos ter o Barcelona pela frente na decisão. Com certeza, será um grande duelo.

Terra: Sevilla, Atlético de Madrid, Valencia, Villarreal e até Real Madrid estão em um nível muito próximo. Qual pode ser o diferencial de vocês?
Adriano: A questão do elenco para mim será fundamental. Ter peças de reposição em um campeonato longo, como o espanhol, é primordial para qualquer time que almeja sucesso. O Sevilla está bem servido nesse quesito e acredito que temos todas as condições de chegar aos nossos objetivos.

Ao lado de Luís Fabiano no Sevilla, Adriano faz sucesso nos gramados espanhóis
Ao lado de Luís Fabiano no Sevilla, Adriano faz sucesso nos gramados espanhóis
Foto: Getty Images
Fonte: Especial para Terra
Publicidade