2 eventos ao vivo

Seis anos depois, Pérez recria o Real Madrid galáctico

30 jun 2009
09h34
atualizado às 09h55

O ano de 2003 foi o auge da construção do primeiro time "galáctico" do Real Madrid. Seis anos depois, novamente com Florentino Pérez na presidência do clube, a equipe espanhola começa a formar um novo time de astros internacionais.

» Brinque de presidente do Real e monte o novo time de Galácticos
» Saiba quem é o milionário que traz craques ao Real
» Pérez é corajoso, diz braço-direito de Luxemburgo
» Kaká chega a Madri e tira fotos com torcedores

As contratações feitas em 2009 e os possíveis jogadores que virão para Madrid são similares às realizadas no começo da década. Relembre, então como foi formado o primeiro time galáctico do Real.

Luís Figo

Primeiro craque trazido por Florentino Pérez, a contratação do português foi promessa de campanha do dirigente. Figo era astro do arquirrival Barcelona e, segundo pesquisa feita por Pérez, era o jogador que os torcedores mais queriam ver no Real Madrid. Pérez trouxe Figo em 2000 por 60 milhões de euros, maior valor pago por um jogador até então.

As negociações de Kaká e Cristiano Ronaldo lembram a vinda de Figo pelos altos valores e por terem sido feitas logo após a eleição de Pérez, porém a repercussão da contratação foi diferente. O francês Franck Ribery, do Bayern de Munique, é o herdeiro de Figo nas jogadas pela esquerda pretendido pelo Real Madrid. Lionel Messi, porém, seria o jogador ideal, pois além de driblar tão bem quanto o português, é o grande craque do Barcelona atualmente.

Zinedine Zidane

Diz a lenda que, em um banquete em Mônaco, Florentino Pérez passou um guardanapo para Zidane em que perguntava se o francês queria ir para o Real Madrid. O craque confirmou e o dirigente acertou meses depois a maior contratação da história do futebol (antes de Pérez quebrar o próprio recorde com Cristiano Ronaldo), pagando 73 milhões de euros em 2001.

Ainda que o valor acertado com o português seja superior, o meia Kaká deve ser o novo Zidane do Real. Antes de chegar ao clube, já era especulado que o brasileiro vestiria a camisa 5 que o francês usava no clube. Kaká, assim como Zidane, era o principal jogador de um grande clube italiano e será o maestro do meio de campo do Real Madrid.

Ronaldo

O atacante brasileiro brilhou na Copa do Mundo de 2002 e tornou-se a grande contratação do Real Madrid para a temporada. Ainda que a dupla de ataque da equipe já fosse boa, Pérez queria um jogador mais espetacular do que Morientes e Raúl. Ronaldo veio e formou boa dupla com o ídolo do Real, enquanto Morientes foi emprestado para o Monaco.

O herdeiro perfeito para Ronaldo seria Zlatan Ibrahimovic, uma vez que ambos são atacantes talentosos e com grande faro de gol. Além disso, o sérvio é destaque da Inter de Milão, assim como o brasileiro antes de ir para o time de Madri. O Real Madrid, porém, está mais próximo de contratar o espanhol David Villa, do Valencia.

David Beckham

Jogador de excelente técnica, o inglês ficou marcado no Real Madrid principalmente pelo marketing feito com sua imagem. Beckham veio ao time espanhol após conflitos com Alex Ferguson no Manchester United, clube em que foi revelado. No Real, precisou jogar centralizado, ocupando espaço que era de Claude Makélélé, o que atrapalhou seu rendimento em campo.

Cristiano Ronaldo tem semelhanças óbvias com Beckham. Grande astro do Manchester, o português venceu a Copa dos Campeões e vários títulos do Campeonato Inglês com o clube como o atual jogador do LA Galaxy. Cristiano Ronaldo, porém, deve jogar aberto pela direita, em vez de ser centralizado como seu predecessor, o que valorizará seu futebol.

O português também atrai holofotes tão bem quanto Beckham, logo o Real deve utilizá-lo como garoto propaganda de suas campanhas.

Florentino recepciona David Beckham, uma das contratações de impacto no Real
Florentino recepciona David Beckham, uma das contratações de impacto no Real
Foto: Getty Images
Fonte: Redação Terra
publicidade