0

Messi diz que "é melhor quando não descansa" e não quer ser poupado

24 fev 2013
15h37
atualizado às 16h10

A perspectiva de enfrentar o arquirrival Real Madrid duas vezes em uma semana não assusta em nada o craque argentino Lionel Messi, do Barcelona, que disse neste domingo ser "melhor quando não descansa".

O jogador estava em campo no sábado da vitória por 2 a 1 sobre o Sevilla apesar do Barça ter jogado com um time misto, poupando jogadores importantes como o meia Xavi ou o volante Sergio Busquets.

Ele anotou o segundo gol da sua equipe, seu 38º da temporada, e balançou as redes nas últimas 15 partidas que disputou pelo Campeonato Espanhol.

"Estou acostumado a disputar muitas partidas há muitos anos e me sinto melhor assim. Meu corpo fica melhor quando não descansa", declarou Messi numa entrevista à televisão oficial do clube catalão.

O argentino só não disputou um jogo desde o início da temporada, contra o Alavés, da terceira divisão, pela Copa do Rei.

O Barça recebe o Real nesta terça-feira no jogo de volta das semifinais da Copa do Rei, após o empate em 1 a 1 no estádio Santiago Bernabeu.

Os dois maiores times da Espanha disputarão mais um clássico no próximo sábado, pela 26ª rodada do Campeonato Espanhol.

No entanto, o compromisso mais importante do Barça será o jogo de volta contra o Milan na Liga dos Campeões, no dia 12 de março, quando precisará vencer por três gols de diferença no Camp Nou para garantir a vaga nas quartas de final após ter perdido por 2 a 0 em San Siro na semana passada.

"Não precisamos ficar loucos por causa do resultado contra o Milan ou pelo fato de ter jogado mal no primeiro tempo contra o Sevilla. Precisamos recuperar as nossas sensações porque as partidas que estão por vir serão decisivas", comentou Messi.

O argentino disse que não pensava em outro resultado a não ser a vitória no jogo de terça-feira contra o Real apesar do empate sem gols ser suficiente para se classificar.

"Na frente da nossa vitória, não temos outra opção, precisamos derrotar o Real, não podemos pensar que o 0 a 0 serve", completou.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade