1 evento ao vivo

C. Ronaldo escapa de ser acusado por acidente com Ferrari

16 jun 2009
07h58
atualizado às 09h20

A polícia britânica afirmou nesta terça-feira que não serão apresentadas acusações contra o atacante português Cristiano Ronaldo referentes ao acidente no qual o jogador bateu sua Ferrari em um muro de proteção de uma estrada de Manchester.

» Veja fotos do acidente
» Jornal elege os 10 maiores metrossexuais
» Zagueiro questiona valor pago por C. Ronaldo
» Ferguson diz que C. Ronaldo queria sair

O atacante, que deve deixar o Manchester United após o clube inglês ter aceitado a oferta milionária do Real Madrid na semana passada, destruiu a parte dianteira do carro ao bater contra uma cerca situada sob um túnel próximo ao aeroporto de Manchester, centro da Inglaterra, em janeiro.

O jogador não ficou ferido no acidente, e prestou depoimento à Polícia no local da colisão antes de ir ao campo de treinamento do clube inglês em Carrington.

Após investigar o caso e interrogar Cristiano Ronaldo no mês passado, a Polícia britânica decidiu não adotar nenhuma medida contra o atacante português, que forneceu um relato por escrito depois do acidente.

"Não serão apresentadas acusações contra o motorista da Ferrari 599 GTB, que se chocou contra uma parede da estrada de Wilmslow A538 na quinta-feira, 8 de janeiro", informou hoje um porta-voz da Polícia de Manchester.

Em janeiro, craque Cristiano Ronaldo bateu sua Ferrari
Em janeiro, craque Cristiano Ronaldo bateu sua Ferrari
Foto: AP
EFE   
publicidade