0

Alex é expulso e jovens do Chelsea precisam de pênaltis para avançar

21 set 2011
18h32
atualizado às 19h52

Completamente desfigurado e cheio de jovens, o Chelsea teve dificuldades para bater o Fulham no Stamford Bridge. Após um empate por 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, a equipe precisou dos pênaltis para avançar na Copa da Liga Inglesa. Nas penalidades, os jogadores mais experientes foram para as cobranças e não desperdiçaram, à exceção de Frank Lampard.

Alex recebeu o cartão vermelho no início do segundo tempo
Alex recebeu o cartão vermelho no início do segundo tempo
Foto: Reuters

Preocupado com a renovação no elenco dos Blues, o mandatário Roman Abramovich sugeriu que o técnico André Villas-Boas seguisse o comandante do rival Arsenal, Arsene Wenger, e escalasse garotos na competição de menor importância.

O recado foi entendido, e Romelu Lukaku (19 anos), Oriol Romeu (22), Josh McEachran (18), Ryan Bertrand (22) e Nathaniel Chalobah (16) foram para o jogo. Estrelas como Didier Drogaba, Mikel e Bosingwa ficaram no banco, enquanto Terry e Lampard entraram durante a partida. O goleiro Peter Cech foi o único titular, em relação à equipe que atuou contra o Manchester United, no último domingo.

Diante deste cenário, era de se esperar que o Chelsea encontrasse dificuldades no duelo com o Fulham. E, após um primeiro tempo sem grandes emoções, os obstáculos ficaram maiores quando o zagueiro Alex recebeu o cartão vermelho aos 2min da etapa final, por cometer pênalti em Kerim Frei.

O goleiro Ross Turnbull, que havia substituído Cech, lesionado, um minuto antes da falta do brasileiro, viu a cobrança de Pajtim Kasami acertar a trave e ir para a linha de fundo.

Os jovens dos Blues iam bem, na medida do possível, mas as principais chances da equipe foram com os veteranos Malouda e Kalou, principalmente pelo lado esquerdo. A melhor oportunidade saiu da cabeça de John Terry, dentro da pequena área.

Na prorrogação, o fôlego dos mais novos não fez a diferença. O Chelsea bem que tentou, mas não conseguiu balançar as redes. O Fulham foi mais ofensivo do que todo o tempo normal, mas também não tirou o zero do placar.

A decisão então ficou para os pênaltis e os mais experientes foram para as cobranças. Logo de cara, o capitão Lampard desperdiçou. David Luiz, Terry e Kalou converteram, e o placar voltou a ficar igual quando Moussa Dembele parou no goleiro londrino. Depois, Malouda converteu e viu Bryan Ruiz mandar na trave, eliminando o Fulham da Copa da Liga Inglesa.

Pelo Campeonato Inglês, o Chelsea, terceiro colocado, tentará recuperar-se da derrota para o Manchester United, no sábado, diante do modesto Swansea City. No mesmo dia, o Fulham, 18º na tabela, fará com o lanterna West Bromwich um duelo direto pela fuga da zona de rebaixamento.

Fonte: Gazeta Esportiva

compartilhe

publicidade
publicidade