1 evento ao vivo

Kane marca duas vezes e Tottenham afunda o Queens Park Rangers

7 mar 2015
16h11
atualizado às 16h11
  • separator
  • 0
  • comentários

Harry Kane marcou duas vezes e o Tottenham Hotspur bateu o Queens Park Rangers por 2 x 1 neste sábado pelo Campeonato Inglês, o que aumentou as esperanças do time de terminar entre os quatro primeiros colocados e deixou o seu rival de Londres com uma difícil batalha pela frente para evitar o rebaixamento.

O QPR se apresentou bem no início do jogo no Loftus Road, mas Kane continuou sua impressionante série de gols nos últimos cinco clássicos de Londres pelo Inglês e colocou os Spurs na frente.

Kane fez o segundo depois do intervalo sob o olhar do técnico da seleção da Inglaterra, Roy Hodgson, antes de o meio-campista Sandro, ex-Tottenham, descontar para o QPR.

Os Spurs resistiram a um ataque final e garantiram a vitória, que levou o time ao sexto lugar, com 50 pontos – três atrás do quarto colocado Manchester United.

O QPR continua em 18º lugar, com 22 pontos, três atrás do Aston Villa.

"Foi uma grande vitória, parece que estamos sempre vencendo por 2 x 1", disse Kane à BBC.

“Há muitas equipes boas lá em cima (competindo pelas quatro primeiras colocações) e quem conseguir uma série boa ficará lá", acrescentou.

Os goleiros dos dois times tiveram de entrar em ação logo no início da partida, com Hugo Lloris mandando sobre o travessão uma cabeçada de Bobby Zamora antes de Rob Green fazer uma bela defesa para impedir um gol de Kane.

Charlie Austin mandou uma bola na trave enquanto o QPR aumentava a pressão sobre o adversário, mas os Spurs assumiram a liderança da partida quando Kane completou de cabeça uma cobrança de falta de Andros Townsend.

O QPR pediu um pênalti no final do primeiro tempo, quando Lloris pareceu atingir Mauricio dentro da área.

Mas Kane fez seu 16º gol no Campeonato Inglês na temporada para ampliar a vantagem dos Spurs aos 23 minutos do segundo tempo, quando recebeu passe de Ryan Mason e disparou para a rede.

O QPR também não ganhou outro possível pênalti nos momentos finais da partida, quando uma bola de cabeça de Steven Caulker pareceu tocar na mão de Nabil Bentaleb.

(Por Michael Hann)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade