1 evento ao vivo

Yaya Touré marca, City rompe retranca e leva 1ª taça em era bilionária

14 mai 2011
12h55
atualizado às 13h28

De tanto investir, o Manchester City conseguiu conquistar um título que tanto desejava: neste sábado, o time controlado por bilionários investidores árabes desde 2008 venceu o Stoke City por 1 a 0, em Wembley, e se tornou campeão da Copa da Inglaterra. O herói da final foi o mesmo da semifinal, quando o City havia despachado o rival United: Yaya Touré, que rompeu a retranca do Stoke aos 29min da etapa final, marcou o gol da taça.

Curiosamente também neste sábado, o rival Manchester United havia se sagrado campeão inglês, o que faz com que a cidade de Manchester tenha uma festa dupla ao longo do fim de semana. O City não conquistava uma taça desde 2002, quando foi campeão da segunda divisão inglesa. Pela quinta vez, leva a Copa da Inglaterra, cuja última conquista havia sido em 1969.

Recheado por contratações milionárias nos últimos anos, o City mostrou em campo ser muito superior em relação ao modesto Stoke City, comandando a partida praticamente do início ao fim.

A primeira jogada do City já foi criada por Carlos Tevez. O ex-corintiano, que era dúvida para o confronto, invadiu a área e bateu bem, obrigando o goleiro Sorensen a cair e espalmar, fazendo bonita defesa. Pouco depois, a equipe de Manchester chegou bem em uma tabela de Mario Balotelli com Yaya Touré. A bola terminou nos pés do italiano, que bateu firme, mas a bola desviou na zaga e morreu na linha de fundo, em escanteio.

Ainda aos 10min, Kolarov chegou forte pela esquerda e fez o cruzamento para a área. Antes de chegar a qualquer jogador no City, no entanto, um zagueiro cortou e mandou na rede pelo lado de fora. Logo em seguida, Yaya Touré arriscou uma pancada de longe, visando o ângulo direito. A bola passou muito perto, no que seria um golaço.

Ainda no primeiro tempo, o City teve uma grande chance para fazer o gol. Aos 35min, Balotelli recebeu um passe primoroso de Tevez, se atrapalhou um pouco, mas conseguiu deixar a bola com David Silva, que ficou cara a cara com a meta, sem goleiro, mas bateu errado e mandou por cima, perdendo chance impressionante.

O gol da conquista sairia só aos 29min da etapa final: depois de uma série de bolas respingadas, com David Silva, Tevez e Balotelli tentando marcar, Yaya Touré apareceu no meio da defesa do Stoke para concluir no fundo da meta defendida por Sorensen.

O City voltou a levar perigo aos 38min, com uma batida forte de David Silva, cruzada, que obrigou o goleiro Sorensen (um dos destaques do jogo) a fazer outra bonita defesa.

Com informações da Gazeta Press

Terra

compartilhe

publicidade
publicidade