7 eventos ao vivo

Boateng vai a tribunal após racismo: "gritavam como se fosse um animal"

20 mar 2013
10h00
atualizado às 10h21
  • separator
  • 0
  • comentários

Mais de dois meses após abandonar o campo em um amistoso em Busto Arsizio alegando ter sido vítima de racismo por parte da torcida local, Kevin-Prince Boateng retornou à cidade. Nesta quarta-feira, o meia do Milan compareceu como testemunha em um tribunal no município, localizado na região da Lombardia, no norte da Itália.

Em depoimento, Boateng disse que, “a cada vez que tocava a bola (no amistoso) ouvia coros endereçados para mim, com ‘buu buu’ que recordam o som dos animais”. O jogador afirmou acreditar que foi insultado “porque a minha pele não é branca”. O meia ressaltou que isso “acontecia também na Alemanha” e que “se trata evidentemente de atos de racismo”.

Boateng, 26 anos, nasceu em Berlim e é filho de mãe alemã e pai ganês. Ele foi revelado pelo Hertha Berlim e defendeu ainda Tottenham, Borussia Dortmund e Portsmourth antes de se transferir ao Milan, em 2010.

O processo é movido contra seis torcedores que teriam sido os responsáveis por coros racistas no amistoso entre a Pro Patria, time de Busto Arsizio, e o Milan, realizado em 3 de janeiro de 2013 no Estádio Carlo Speroni.

A partida terminou aos 26min do primeiro tempo, quando, irritado com as ofensas que vinha recebendo, Boateng pegou a bola com as mãos e desferiu um chute na direção dos espectadores que o xingavam. A seguir o jogador deixou o gramado, sendo seguido pelo restante de seu time.

Nesta quarta, também testemunharam o técnico do Milan, Massimiliano Allegri, e o defensor Daniele Bonera. O treinador explicou que, após deixarem o campo, os atletas negros da equipe “estavam muito disturbados e tristes”. Ele afirmou ainda que Boateng “não estava sereno” nos dias seguintes ao ocorrido.

Capitão durante o amistoso válido pela intertemporada do Milan, Bonera afirmou, assim como Allegri, que ouviu os torcedores gritarem “buu buuu” por três ou quatro vezes quando jogadores como Boateng, M’Baye Niang e Sulley Muntari tocavam a bola. De acordo com o defensor, o som feito pelos espectadores “parecia com os de um macaco”.

Depois da polêmica ocorrida em Busto Arsizio, Boateng foi convidado para um encontro com o presidente da Fifa, o suíço Joseph Blatter. O jogador e o dirigente conversarão sobre o racismo no futebol em reunião marcada para a próxima sexta-feira, na sede da entidade, em Zurique.

Campeonatos europeus ao vivo

O Terra exibe ao vivo via internet para o Brasil todas as partidas da Liga Europa nas temporadas de 2012/2013, 2013/2014 e 2014/2015, sendo o único meio de comunicação do País a transmitir ao vivo os 205 jogos da competição. As transmissões são disponibilizadas em alta definição (HD) e padrão standard, inclusive para tablets e smartphones.

Além da Liga Europa, os internautas podem acompanhar ao vivo jogos de competições importantes do Velho Continente, como os Campeonatos Alemão, Russo, Português e Grego.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade