0

Jogo contra Inter rende ameaças de morte ao presidente da Lazio

3 mai 2010
16h37
atualizado às 16h58

O presidente da Lazio, Claudio Lotito, recebeu uma carta com ameaças de morte e um projétil na véspera do jogo entre seu clube e a Inter de Milão, no último domingo, que terminou 2 a 0 para os milaneses pelo Campeonato Italiano.

A derrota da Lazio prejudicou a rival Roma, que lideraria o Campeonato Italiano com 74 pontos se a Inter, primeira colocada com 76, não vencesse. A competição está a duas rodadas do final.

As ameaças a Lotito foram divulgadas nesta segunda-feira depois de um dia de polêmicas relacionadas à vitória da Inter. A Lazio foi acusada de querer perder para não contribuir para um possível título da Roma.

"Sempre insistimos que o antagonismo esportivo deveria ficar no diálogo civil, sem violência física ou verbal e sem ofender a dignidade do adversário; vemos, por outro lado, manifestações que feriram a nossa torcida e que geraram um clima de instigação à violência", disse o presidente em declarações a veículos de comunicação italianos.

As reações contra a atuação da Lazio chegaram inclusive ao terreno político. Dois senadores do Povo da Liberdade (PDL), o partido do primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, anunciaram uma pergunta parlamentar para saber do chefe de Governo "se esta situação altera a regularidade do Campeonato".

A torcida da Lazio também foi criticada por ter comemorado a vitória da Inter, mesmo com a equipe perto da zona de rebaixamento.

Em meio a este clima de tensão, Inter de Milão e Roma fazem a final da Copa da Itália nesta quarta-feira, no Estádio Olímpico da capital italiana.

Presidente da Lazio recebeu ameaças de morte antes da polêmica partida
Presidente da Lazio recebeu ameaças de morte antes da polêmica partida
Foto: AP
EFE   
publicidade