0

Juve perde dérbi de Turim e terá que esperar para garantir o tetra

26 abr 2015
17h51
atualizado às 18h17
  • separator
  • 0
  • comentários

A Juve entrou em campo com possibilidade de garantir o quarto 'Scudetto' consecutivo neste domingo, mas a festa do tetra foi adiada por causa da derrota de virada por 2 a 1 para o Torino, a primeira em vinte anos no dérbi de Turim.

O 'Toro' não vencia a 'Velha Senhora' desde o dia 9 de abril de 1995, quando superou a rival pelo mesmo placar de 2 a 1, no Stadio delle Albi, antigo estádio da Juve, com dois gols de Ruggiero Rizzitelli.

Para garantir o título com sete rodadas de antecedência, a atual tricampeã italiana precisava vencer o clássico e ainda torcer por derrotas dos dois time da capital.

Apenas um desses pré-requisitos foi preenchido, com a derrota por 2 a 1 da Roma (3º) para a Inter de Milão (9º). Mesmo se a Juve tivesse vencido, o empate em 1 a 1 da Lazio (2º) com o Chievo (13º) teria impedido a comemoração antecipada.

Mesmo assim, os comandados de Massimo Allegri continuam com vantagem mais do que confortável, com 73 pontos, 14 de vantagem sobre a Lazio. A derrota foi apenas a terceira da temporada na Série A.

Na próxima quarta-feira, dependerá apenas das próprias forças para conquistar o título. Para isso precisa vencer outro rival histórico, a Fiorentina, em Turim.

A vitória histórica do Torino, porém, foi manchada por incidentes entre torcedores. O ônibus da Juve foi apedrejado antes do clássico e a explosão de uma bomba deixou dez feridos na arquibancada 'Primavera', setor que reúne torcedores mais fanáticos do 'Toro'.

No estádio Olímpico de Turim, a líder mostrou certo desgaste físico depois do duelo de quarta-feira com o Monaco que garantiu a vaga nas semifinais da Liga dos Campeões (0-0, depois da vitória por 1 a 0 na ida).

O Torino, que não tem nada a ver com isso, partiu para cima, mas foi surpreendido aos 35 minutos de jogo por mais uma cobrança de falta mágica do veterano Andrea Pirlo, enquanto a Juve tinha sido amplamente dominada.

O time 'granata' não se abalou e empatou logo antes do intervalo, com um gol de Matteo Darmian, que recebeu ótimo passe de Quagliarella, se atrapalhou na hora de dominar a bola, mas conseguiu finalizar, aproveitando a apatia da defesa adversária.

Com passagem apagada na Juventus de 2010 a 2014, Quagliarella, que pouco participou do tricampeonato sob o comando de Antonio Conte, acabou sendo o carrasco do ex-time, ao anotar o gol da virada aos 11.

O atacante de 32 anos apareceu na pequena área para completar para as redes um cruzamento de Darmian, outro destaque da partida.

A Juve até tentou pressionar para evitar a derrota, mas o goleiro Padelli fez grandes defesas para acabar com o tabu histórico de duas décadas sem vitória no dérbi de Turim.

"Bastava ter paciência. Por que buscar o segundo gol a qualquer custo quando estávamos na frente? Eles tinham que se expor, não precisávamos forçar o jogo", reclamou Allegri depois da partida.

A 'Velha Senhora' precisa agora fazer o dever de casa na quarta-feira, contra a Fiorentina, para focar 100% no duelo com o Real Madrid, valendo vaga na decisão da Champions.

Em outro estádio Olímpico, na capital italiana, a Lazio perdeu uma boa oportunidade de se distanciar da arquirrival Roma.

Artilheiro absoluto das Copas do Mundo (16 gols) o veterano alemão Miroslav Klose mostrou que ainda está em forma com 36 anos de idade ao abrir o placar para os anfitriões nos acréscimos do primeiro tempo, numa linda arrancada.

A equipe romana deixou escapar a vitória aos 31 da etapa final, quando Alberto Paloschi acertou um belo voleio.

Com o tropeço, a Lazio ficou com 59 pontos, um de vantagem sobre a Roma.

Os dois times da capital também estão sob ameaça do Napoli (4º), que se aproximou da zona de classificação para a Champions, ao somar 56 pontos com sua vitória por 4 a 2 sobre a Sampdoria (5º) na partida que encerrou a rodada, com dois gols do argentino Gonzalo Higuaín.

Em outro duelo disputado neste domingo, a Fiorentina (6º) sofreu a segunda derrota seguida em casa na competição ao perder por 3 a 1 para o Cagliari (18º), uma semana depois de de ser derrotada por 1 a 0 pelo Verona.

A 'Viola' está classificada para as semifinais da Liga Europa, na qual enfrentará o atual campeão Sevilla, mas corre risco de não poder disputar a competição na próxima temporada.

Continua na sexta posição, a última que dá direito a uma vaga no torneio, mas ficou sob ameaça do Genoa (7º) e do Torino (8º), que têm dois pontos a menos.

Resultados da 32ª rodada do Campeonato Italiano:

12. Hellas Verona 39 32 10 9 13 40 56 -16

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade