PUBLICIDADE

Ronaldinho "agradece" provocações e mira Copa de 2010

23 out 2009 10h17
| atualizado em 26/10/2009 às 12h25
Publicidade

Eleito em duas oportunidades como o melhor jogador do mundo pela Fifa - em 2004 e 2005 -, o meia-atacante Ronaldinho vem alternando bons e maus momentos com a camisa do Milan, chegando, inclusive, a ser taxado de "ex-jogador" por um jornal francês. Depois de duas boas partidas, contra Roma e Real Madrid, o pentacampeão "agradeceu" às provocações e prometeu seguir dando sua resposta dentro de campo.

"As críticas serviram como um incentivo para eu voltar a jogar bem, principalmente aquela do L'Equipe, quando me definiram como um ex-jogador. Estou dando a resposta em campo. Quando estou bem fisicamente, como agora, posso dar o máximo e ser feliz", discursou o camisa 80, em entrevista para a Sky italiana.

Novamente "incentivado" a apresentar todo seu talento, Ronaldinho, agora, quer contrariar outra afirmação recorrente na mídia esportiva: a de que não tem mais chances de integrar o grupo de Dunga e ajudar a seleção brasileira na busca pelo hexacampeonato mundial na Copa da África do Sul, em 2010.

"Vim ao Milan para ganhar a Liga dos Campeões e também para poder ter a chance de ajudar o Brasil no Mundial de 2010", reforçou. Depois da boa vitória milanesa sobre o Real Madrid, em pleno Santiago Bernabéu, a confiança aumentou: "Foi uma vitória vital, pois mostramos que podemos jogar no ataque até contra grandes equipes", concluiu.

Ronaldinho mira Copa do Mundo de 2010
Ronaldinho mira Copa do Mundo de 2010
Foto: AFP
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade