0

Leonardo diz que Kaká deixou de ser prioridade no PSG

29 jun 2012
11h59
atualizado em 2/7/2012 às 11h53

O diretor esportivo do Paris Saint-Germain, Leonardo, afirmou nesta sexta-feira que o meia Kaká já não é mais um dos jogadores nos quais a equipe francesa está interessada e revelou que vem tendo dificuldades nas negociações porque os valores foram inflacionados desde que o clube foi comprado por um grupo de investidores do Catar.

Leonardo fez questão de evitar desespero para as contratações do clube, como a de Kaká
Leonardo fez questão de evitar desespero para as contratações do clube, como a de Kaká
Foto: Getty Images

» Apostas, manipulações e subornos: relembre escândalos da Itália
» Vote na maior conquista amorosa de um jogador de futebol da Europa

"Não tenho qualquer relação pessoal com Kaká, sobre quem todo mundo diz que há um projeto de transferência nos bastidores. Mas a verdade é que na atualidade Kaká já não é uma prioridade", disse Leonardo em entrevista concedida ao jornal Le Parisien .

Assim, o dirigente deixa em segundo plano as negociações pelo brasileiro, que, segundo informações divulgadas pela imprensa francesa em abril, se reuniu com o presidente do PSG, Nasser Al-Khelaïfi.

Leonardo evitou se pronunciar sobre a chegada de qualquer jogador, destacando que ainda faltam dois meses para o fechamento do mercado de transferência.

"Como todo mundo diz que temos muito dinheiro, frequentemente as negociações são muito difíceis. Não é questão de pagar demais ou de fazer qualquer coisa. Temos um limite, seja com Tévez ou com Thiago Silva", explicou.

O diretor esportivo do clube francês reconheceu, no entanto, que o técnico Carlo Ancelotti gostaria que as negociações fossem fechadas o quanto antes.

"Como todos os treinadores, ele gostaria de dispor de seu grupo completo o mais rápido possível. Mas não tenho pressa. O mercado fecha em dois meses, é muito tempo", afirmou.

Liga Europa
O Terra irá exibir ao vivo via internet para o Brasil todas as partidas da Liga Europa da Uefa nas temporadas de 2012/2013, 2013/2014 e 2014/2015, sendo o único meio de comunicação do País a transmitir ao vivo os 205 jogos da competição. As transmissões serão disponibilizadas em alta definição (HD) e padrão standard, inclusive para tablets e smartphones.

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade